Síria convida ONU a discutir armas

O governo sírio convidou, esta segunda-feira, dois altos funcionários das Nações Unidas a visitar Damasco para discutirem o uso de armas químicas no país por parte dos grupos mercenários. No mesmo dia, as autoridades de Damasco anunciaram a descoberta de 281 barris com perigosos materiais químicos que estavam em poder das forças antigovernamentais.

De acordo com a Prensa Latina, ambas as informações foram dadas na sede da ONU, em Nova Iorque, pelo representante permanente da Síria, Bashar Jaafari.
Os convites foram dirigidos a Angela Kane, alta representante para os assuntos de desarmamento, e Ake Sellstrom, responsável pelo grupo de peritos criado pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para investigar a utilização de armas químicas no conflito sírio, como prova da boa vontade do governo em esclarecer esta questão.

Bashar Jaafari confirmou que as autoridades descobriram um arsenal de substâncias químicas na cidade de Baniyas, na costa do Mediterrâneo, com capacidade para arrasar toda a cidade.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: