Fome na DanCake

Já há, na fábrica da DanCake na Póvoa de Santa Iria, quem passe fome e não tenha dinheiro para pagar os transportes para o trabalho, por causa dos atrasos nos pagamentos dos salários, alertou na semana passada um dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal. Citado numa reportagem do jornal regional O Mirante, a 29 de Agosto, Rui Matias salientou que, com a abertura do refeitório no terceiro turno, muitos trabalhadores vão perder o subsídio de alimentação e, «em salários que não chegam aos 500 euros, isso faz toda a diferença».

O dirigente do Sintab/CGTP-IN admitiu que em Setembro poderá haver greves de meia hora, caso não seja concretizado o compromisso da empresa, relativamente a meia hora de trabalho que os trabalhadores realizam todos os dias sem retribuição.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: