Centenário de Álvaro Cunhal
Comício no Campo Pequeno

Passado o Congresso (com o êxito que procurámos salientar nas páginas anteriores), as comemorações do centenário do nascimento de Álvaro Cunhal têm o próximo ponto alto no comício de 10 de Novembro, no Campo Pequeno, em Lisboa.

Image 14398

O comício tem lugar no exacto dia em que se cumprem os cem anos sobre o nascimento de Álvaro Cunhal, num local de gloriosas memórias para o PCP: o Campo Pequeno. Com início marcado para as 15 horas, os participantes concentram-se antes, às 13h45, em locais previamente definidos, para rumarem ao Campo Pequeno, dando expressão de rua às comemorações do centenário do nascimento do histórico dirigente comunista: quem vier dos distritos de Lisboa, Leiria e Santarém, parte de Entrecampos; os que venham da Península de Setúbal tem encontro marcado na Avenida de Berna, junto à Fundação Calouste Gulbenkian; os participantes oriundos do Alentejo arrancam do cruzamento da Avenida de Roma com a Avenida João XXI; a JCP inicia a marcha no Saldanha.

O comício conta com a intervenção de Jerónimo de Sousa, Secretário-geral do PCP, e com a actuação musical da Brigada Vítor Jara e Luísa Basto, prometendo ser um momento particularmente emotivo e, como afirma a comissão promotora das comemorações do centenário, uma «homenagem dos comunistas, dos democratas e patriotas, dos trabalhadores, do povo português, ao homem, ao comunista, ao intelectual, ao artista». Uma homenagem perfeitamente justificada pelo facto de se estar perante a personalidade que, «em Portugal, no século XX e na passagem para o século XXI, mais se destacou na luta pelos valores da emancipação social e humana, com forte projecção no plano mundial».

O comício será ainda uma oportunidade para «conhecer, apreender e afirmar as propostas e projecto do Partido Comunista Português e a necessidade do seu reforço com a sua identidade e o seu papel necessário, indispensável e insubstituível ao serviço dos trabalhadores, do povo e da pátria».


Avante! especial e espectáculo musical

Ainda antes no comício, respectivamente nos dias 7 e 9 de Novembro, há outros dois momentos especiais nas comemorações do centenário do nascimento de Álvaro Cunhal. Na quinta-feira, dia 7, é publicado um número especial do Avante!, contendo um suplemento dedicado à vida, pensamento e luta daquele que foi o mais destacado construtor do Partido Comunista Português e figura determinante para o derrubamento do fascismo e para a construção do Portugal democrático. Esse Avante! será alvo de uma venda especial.

No sábado (9) à noite, a Juventude Comunista Portuguesa promove um concerto, que tem como lema a célebre frase de Álvaro Cunhal «Nas nossas mãos os destinos das nossas vidas», que contará com a actuação dos Gazua e da Kumpania Algazarra. É no Espaço TMN ao Vivo, em Lisboa, e tem início marcado para as 21 horas.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: