Aconteu
Emprego continua a diminuir

Estimativas do Instituto Nacional de Estatísticas, divulgadas dia 7, apontam para uma taxa de desemprego no 3.º trimestre de 15,6 por cento, valor que é inferior em 0,2 pontos percentuais ao do trimestre homólogo de 2012 e inferior em 0,8 pontos percentuais ao do trimestre anterior.

A população desempregada totalizou 838 600 pessoas, ou seja, uma redução de 32 300 pessoas (3,7%) em relação ao mesmo mês do ano passado, e de 47 400 mil pessoas (5,3%), em relação ao trimestre anterior.

Ao mesmo tempo que indica uma diminuição do desemprego (em termos homólogos e trimestrais), o INE regista igualmente uma forte diminuição do emprego em termos homólogos.

Efectivamente, no 3.º trimestre deste ano havia menos 102 700 pessoas empregadas do que em igual período de 2012, número que contradiz a alegada redução do desemprego e levanta a questão, não esclarecida pelo INE, do aumento do número de «inactivos». Ou seja, daqueles que estando desempregados e querendo trabalhar, passaram a ser considerados «inactivos» porque deixaram de procurar emprego, saindo assim das listas do desemprego.

 


… Precariedade aumenta

As estimativas do INE mostram ainda uma redução de 2,5 por cento do número de trabalhadores por conta de outrem, no 3.º trimestre face a igual período de 2012, totalizando actualmente 3,552 milhões de pessoas.

E dentro dos trabalhadores por conta de outrem, o número de contratos efectivos caiu 3,1 por cento em termos homólogos e 0,9 por cento em termos trimestrais para 2,780 milhões de pessoas.

Em contrapartida, o número de precários (vínculos a termo) aumentou um por cento, em termos homólogos, e 1,4 por cento em termos trimestrais, totalizando 645,5 mil. Mas mesmo à custa de um preocupante aumento da precariedade, o aumento deste tipo de empregos está longe de compensar a destruição de contratos efectivos.

 


«Tertúlias no Forno»

Tiveram início no passado fim-de-semana os encontros/convívios no «Forno», em que amigos se juntam para falar e conviver. E há também quem cante, como não podia deixar de ser estando lá a Luísa Basto (lui.basto@gmail.com), o João Fernando e os seus amigos.

As tertúlias realizam-se todos os fins-de-semana.

 


Portugal mais envelhecido

Portugal é actualmente o sexto país mais envelhecido do mundo, tendo a taxa de natalidade mais baixa da Europa.

Segundo dados apresentados, dia 8, numa conferência realizada pelo Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, pelas investigadoras Anália Torres e Maria João Valente Rosa, a idade média da população portuguesa era em 2011 de 42 anos e o número de pessoas com menos de 15 anos é actualmente inferior àquelas com idade igual ou superior a 65 anos.

Ao contrário do nosso País, que teve a menor taxa de sempre no ano passado (89 841 nascimentos), entre 1990 e 2011 todos os países nórdicos, em particular os escandinavos, começaram a subir no índice de fecundidade.

Esta mudança, assinalaram as investigadoras, foram fruto de políticas sociais adoptadas naqueles países, que têm por base a ideia de que «mulheres e homens têm direito ao trabalho e à família e que as crianças devem ser protegidas por todos e são uma responsabilidade da sociedade.

 


Imobiliário em queda

Os preços de venda de casas, em Portugal continental, voltaram a descer em Setembro, registando uma diminuição mensal de 0,8 por cento e homóloga de 3,9 por cento, de acordo com o Índice Confidencial Imobiliário, elaborado com base em dados de 1400 mediadoras imobiliárias.

As casas novas foram as que mais desvalorizaram em Setembro, perdendo 0,9 por cento em relação ao mês anterior e 3,9 por cento, em termos homólogos. Nas casas usadas as variações foram respectivamente de -0,7 e -3,9 por cento.

Na evolução mensal, a excepção foi o Algarve, onde os preços das casas subiram em Setembro dois por cento. No entanto, em termos homólogos, o mercado continua em terreno negativo, perdendo dois por cento.

 


Teatro português em S. Paulo

As companhias portuguesas Cia. Teatro Constantino Nery de Matosinhos, Teatro Extremo, Cia Chão de Oliva e Teatro Art'Imagem participam VIII Circuito de Teatro em Língua Portuguesa, que está a decorrer desde dia 6 em S. Paulo, no Brasil.

O certame conta com representações de 14 companhias de países de língua portuguesa, tendo no programa 43 espectáculos gratuitos, oficinas e duas conferências.

O evento é organizado grupo brasileiro Dragão 7, cuja directora, Creusa Borges, salientou o poder da arte para «retratar o país, política, social e historicamente. Através do teatro conseguimos ter noção do que se passa nos outros países e em regiões brasileiras».

 



Resumo da Semana
Frases