Governo fecha <br>Loja do Cidadão

O Governo vai encerrar no dia 31 de Dezembro a Loja do Cidadão nos Restaurados, deixando sem alternativa mais de 600 mil utentes que por ano se deslocam a estes serviços. Fruto desta situação, cerca de 70 trabalhadores desta Loja do Cidadão, entre os quais os dos serviços públicos, regressarão aos seus serviços de origem, com possíveis consequências gravosas para os mesmos.

«Esta decisão do Governo, no seguimento da política governamental de encerramento de serviços públicos e de ataque às funções sociais do Estado, visando a sua entrega aos privados, conduz ao agravamento das condições de vida das populações e visa apenas mais um corte cego de um serviço público essencial, sem considerar os graves prejuízos que vêm causar às populações, violando ainda o princípio constitucional da localização dos serviços públicos do Estado junto dos potenciais utentes», acusa a Comissão de Utentes dos Serviços Públicos, que avançou, entretanto, com um abaixo-assinado e promoveu, no dia 16, um protesto junto à Loja do Cidadão nos Restauradores.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: