Aconteu
Eusébio homenageado

A Câmara de Beja decidiu atribuir o nome do ex-futebolista português Eusébio da Silva Ferreira, considerado «o rei» do futebol, a uma rua da cidade. A decisão foi aprovada, no dia 8, por unanimidade, em reunião de Câmara. Trata-se de uma «simbólica homenagem» que «representa o reconhecimento» de Eusébio enquanto «personalidade ímpar e incontornável da história do desporto português e mundial e ser humano», salientou, em declarações à Lusa, João Rocha, presidente da Câmara de Beja.

No concelho do Seixal, a Câmara Municipal aprovou um voto de pesar pela morte do «Pantera Negra». «Num país triste e sombrio marcado por uma ditadura que condenava Portugal ao miserabilismo, que perseguia e condenava os que se lhe opunham, Eusébio e os seus companheiros de Clube e Selecção foram também uma bandeira de esperança de um Portugal que podia e queria ser diferente, de um país que queria ser alegre e livre», refere o documento, onde se refere que o falecimento de Eusébio «é uma enorme tristeza para todos os portugueses e para todos os que gostam do desporto, pela perda do homem, mas também pela perda do primeiro grande embaixador do futebol português a nível internacional».


Melhor futebolista do mundo

Cristiano Ronaldo venceu, segunda-feira, o galardão da Bola de Ouro 2013. O jogador do Real Madrid tornou-se assim o primeiro português a vencer dois troféus, ultrapassando Eusébio, vencedor em 1965 com a camisola do Benfica, e Luís Figo que arrecadou o título em 2000, tendo nesse ano jogado no Barcelona e no Real Madrid.

O internacional português obteve 27,99 por cento dos votos, contra os 24,72 por cento de Messi e os 23,36 por cento de Ribéry. «Não há palavras para descrever este momento», disse, emocionado, o CR7, que, na Suíça, onde recebeu o prémio da FIFA, recordou Eusébio e Nelson Mandela, «duas pessoas muito importantes para mim».


Impedidos de estudar

Segundo um estudo apresentado segunda-feira em Bruxelas, Portugal tem uma das mais altas percentagens de jovens que queriam prosseguir os estudos mas que não têm possibilidade de os pagar (38 por cento). No documento refere-se que Portugal «sofreu muito durante a recessão», com a taxa de emprego global a cair quase oito pontos percentuais e o desemprego entre os jovens a subir para 37 por cento.

O estudo incidiu em 5300 jovens, 2600 empregadores e 700 instituições educativas de oito países da União Europeia: França, Alemanha, Grécia, Itália, Portugal, Espanha, Suécia e Reino Unido.


Ser e saber da Língua Portuguesa

As inscrições para o curso de português «Ser e saber da Língua Portuguesa», uma iniciativa do Gabinete de Apoio ao Ensino Superior de Macau, abriram no dia 6.

O curso, segundo a Lusa, está dividido em duas fases: a primeira, em Macau, a decorrer no Instituto Português do Oriente, onde os alunos vão frequentar 50 horas de aprendizagem do português e, uma segunda fase em Lisboa, para onde serão escolhidos os melhores alunos.

O curso destina-se a estudantes do Ensino Superior que não dominem o português e disponibiliza uma centena de vagas para os alunos a frequentarem estabelecimentos de ensino em Macau e outras 100 vagas para alunos do exterior. Estes 200 alunos frequentam o curso do Instituto Português do Oriente nas férias de Ano Novo Lunar (final de Janeiro), na Páscoa e no início do Verão, sendo escolhidos os 40 melhores da avaliação global para a segunda fase em Lisboa. Outros 16 serão escolhidos entre os 30 melhores estudantes de Macau que possuam o nível A1 ou superior de língua portuguesa. A segunda fase do curso é organizada pela faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e vai decorrer entre Julho e Agosto com a duração de um mês.


China ultrapassa EUA

O comércio anual de bens da China passou, em 2013, a marca dos quatro mil milhões de milhões de dólares, confirmando a posição deste país como o maior comerciante à escala mundial. Os dados divulgados no início do ano pela Administração-Geral das Alfândegas chinesa – que excluem os serviços, nomeadamente os financeiros – colocam um ponto final sobre quem seria o país com maior volume de negócios: a China ou os EUA.

As exportações da segunda maior economia mundial subiram 7,9 por cento para 2,21 mil milhões de dólares, enquanto as importações aumentaram 7,3 por cento, para 1,95 mil milhões, de acordo com a mesma fonte, o que coloca o excedente comercial da China em 259,7 mil milhões de dólares, mais 12,8 por cento do que em 2012.

Assim, o volume total de bens comercializados entre a China e outros países ficou em 4,16 mil milhões de dólares, o que representa uma subida de 7,6 por cento.



Resumo da Semana
Frases