- Edição Nº2094  -  16-1-2014

Valongo
PS segue o caminho do PSD

Na discussão da proposta de Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2014 da Câmara de Valongo, Adriano Ribeiro, vereador da CDU, sublinhou que o actual executivo, do PS, «está a seguir o mesmo caminho percorrido no passado pela gestão PSD», com as privatizações e concessões que ao longo dos anos «têm prejudicado as contas e os serviços do município».

Nos documentos apresentados, salientou o eleito do PCP, «não é possível verificar qualquer intenção de reverter esta situação», não se perspectivando, num futuro próximo, «o retorno de serviços e competências para a alçada municipal».

«O valor apresentado como proposta de Orçamento é de novo reduzido face a 2013, na ordem dos 24,76 por cento, vindo na senda do que aconteceu nos últimos dois anos do mandato anterior. Esta situação vem, por um lado, ao encontro de algumas dúvidas levantadas no passado, em que eram empoladas as receitas previstas para justificar a orçamentação de despesas que deram cobertura a práticas despesistas e opções ruinosas, mas, por outro lado, representa uma contínua aplicação de cortes em investimentos necessários que não irá resolver as causas de fundo que levaram à Câmara à grave situação actual», salientou Adriano Ribeiro.

Relativamente ao Plano Plurianual de Investimentos (PPI) para 2014, o vereador da CDU referiu que o mesmo «volta a ser reduzido em relação a anos anteriores, prevendo-se que no futuro seja ainda mais reduzido, tendo em conta as intenções apontadas como investimentos a médio e longo prazo para os anos seguintes». «O refúgio do executivo nas exigências do cumprimento de um Plano de Ajustamento Financeiro não pode ser encarado como impedimento para a execução de programas prioritários e essenciais para o bem-estar das populações do concelho de Valongo, sendo indeclinável a responsabilidade das posições assumidas no passado por quem assume actualmente os destinos do município», disse Adriano Ribeiro.