Aconteu
Governo corta abonos a crianças

Novas regras na atribuição do abono de família privaram 50 542 crianças e jovens desta prestação em Janeiro, comparando com o mês anterior.

O corte de 4,49 por cento, reduziu para 1 125 155 o universo de beneficiários.

Os dados do Instituto da Segurança Social, divulgados dia 5, indicam também um queda abrupta dos beneficiários do subsídio por educação especial, destinado a crianças e jovens com deficiência, com idade inferior a 24 anos.

Em Janeiro de 2013 este apoio era concedido a 4472 jovens. Um ano depois apenas 2770 continuavam a recebê-lo, ou seja, menos 1702 beneficiários (um corte de 38 por cento).

A mesma fonte revela ainda que, entre Janeiro de 2013 e o mesmo mês deste ano, mais de 52 mil pessoas perderam o Rendimento Social de Inserção, reduzindo-se número de beneficiários a pouco mais de 228 mil pessoas (18,7%), a quem o Estado concede um valor médio por indivíduos de 87 euros e por família de 211 euros mensais.


Lei da água impõe preços aos municípios

A lei que modifica os regimes de facturação e atribui ao regulador poderes para fixar as tarifas dos sistemas municipais de água e de saneamento e aplicar coimas aos incumpridores entrou vigor, dia 6, com a sua publicação em Diário da República.

O novo diploma, que vários municípios consideram inconstitucional por atentar contra a autonomia do poder local, atribui à Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) poderes para «emitir instruções vinculativas quanto às tarifas a praticar pelos sistemas municipais que não se conformem com as disposições legais e regulamentares em vigor», de forma a permitir «a recuperação gradual dos custos associados» e assegurar «o equilíbrio económico e financeiro do serviço prestado pelas entidades gestoras».

As coimas previstas vão dos 200 mil a 2,5 milhões de euros.


Mulheres trabalham 65 dias à borla

As mulheres portuguesas ganham em média menos 18 por cento de remuneração de base do que os homens, mas estas diferença aumenta para 21,9 por cento quando considerada a remuneração total.

Os cálculos são da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE) e foram divulgados, dia 5, por este organismo governamental, reconhecendo que «para conseguirem ganhar num ano o mesmo que os homens, as mulheres portuguesas têm de trabalhar mais 65 dias».


Rússia recorda Iúri Gagárine

Cosmonautas, heróis da União Soviética e da Rússia e representantes do sector espacial evocaram, no domingo, 9, a memória de Iúri Gagárine, o primeiro homem a realizar um voo espacial, por ocasião do 80.º aniversário do seu nascimento.

O centro das comemorações foi a cidade de Gagárine, situada a 180 quilómetros a Sudoeste de Moscovo que recebeu o nome do cosmonauta em 1968.

O feito do corajoso piloto soviético teve lugar em 12 de Abril de 1961, quando a bordo da nave Vostok circundou o planeta ao longo de uma hora e 48 minutos.

A jornada comemorativa, presidida pelo cosmonauta Alexei Leonov, incluiu um ciclo de conferências, debates, provas desportivas e exposições em vários locais da cidade.

Gagárine faleceu num acidente em 27 de Março de 1968, durante um voo de treino num avião MIG-15.


Teatro de Almada recebe prémio

O Prémio da Crítica 2013 foi entregue, dia 3, ao Festival de Almada numa cerimónia realizada no Teatro Nacional São João, no Porto. A distinção atribuída pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro (APCT) foi entregue à equipa do festival, liderada por Rodrigo Francisco, director da Companhia de Teatro de Almada.

Na sua intervenção, o director da CTA evocou Joaquim Benite como o fundador do evento e não esqueceu o público fiel da companhia, «várias gerações» que «se mobilizaram para percorrer 600 quilómetros de ida e volta até ao Porto» e que «sentem que de alguma forma este prémio também é delas».


«Ensaio sobre a Lucidez» lançado na China

A tradução chinesa do romance de José Saramago, «Ensaio sobre a Lucidez», assinada por Fan Weixin, foi lançada na terça-feira, 11, em Pequim, numa colecção dedicada aos «Novos Clássicos», que inclui obras de Garcia Marquez, Murakami e outros autores.

É o terceiro título do Nobel português publicado na China, depois de «Memorial do Convento» e «Ensaio sobre a Cegueira».

O lançamento decorreu nas instalações do Instituto Cervantes de Pequim, promovido pela Thinkingdom Media Group, uma das maiores editoras privadas chinesas, estabelecida em Taiwan, Hong Kong e no continente chinês.

A editora pretende publicar uma nova edição do «Memorial do Convento» e outras obras do escritor português.



Resumo da Semana
Frases