Eleições para o Parlamento Europeu
Mais votos <br>Mais deputados <br>Mais CDU

A CDU obteve nas eleições do passado domingo um importante reforço da sua posição nos escrutínios para o Parlamento Europeu – o mais expressivo dos últimos 25 anos – conquistando mais votos, apesar do aumento da abstenção, passando dos 10,7 para os 12,7 por cento, e elegendo o seu terceiro deputado, facto tanto mais relevante quando conseguido no contexto da redução do número total de deputado portugueses.

Como referiu o Secretário-geral do PCP Jerónimo de Sousa logo na noite das eleições, como sublinha o comunicado do Comité Central e como os resultados oficiais comprovam, os portugueses condenaram nas urnas, de forma inequívoca, a política dos partidos do Governo, PSD/CDS-PP e da troika e exigiram uma mudança de rumo que defenda os interesses dos trabalhadores, do povo e do País. Dando expressão a esse anseio, o PCP apresentou na Assembleia da República uma moção de censura ao Governo que é debatida amanhã.

Deputados


João Ferreira


Inês Zuber


Miguel Viegas

 

Resultados nacionais
Quadro dos resultados oficiais provisórios
quando faltava apurar 10 consulados de um total de 71


  

 

 

 

 

 


Resultados eleitorais oficiais
(escrutínio provisório)

http://www.europeias2014.mai.gov.pt

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: