40 anos do salário mínimo nacional
Vida melhor com Abril

Para combater a exploração dos trabalhadores e as desigualdades na distribuição da riqueza, para travar a degradação do poder de compra dos salários, para estimular o mercado interno e dinamizar a economia, o salário mínimo deve aumentar imediatamente para 515 euros e deve rapidamente progredir até 600 euros. Criado com a revolução de Abril, faz parte do seu acervo de conquistas e tem papel destacado na valorização do trabalho, que o PCP afirma como elemento indispensável de uma política alternativa, patriótica e de esquerda, que tenha por objectivo melhorar as condições de vida do povo.



Comunicado do Comité Central do PCP
Derrotar a política de direita<b> e construir a alternativa<br> – com a força do povo
O Comité Central do PCP reunido a 27 de Maio de 2014, analisou os resultados das eleições para o Parlamento Europeu e as ilações políticas delas resultantes; avaliou os aspectos mais relevantes da situação económica e social do País e as consequências decorrentes da política da troika, a campanha de mistificação em torno da chamada «saída limpa» e os novos desenvolvimentos da ofensiva política do Governo; procedeu a uma avaliação sobre a luta dos trabalhadores e as suas perspectivas; fixou as principais linhas de trabalho do Partido quer quanto à iniciativa política e à luta pela concretização de uma política alternativa patriótica e de esquerda, quer quanto ao reforço da sua organização.