Aconteu
Famílias incapazes de pagar créditos

Nos três primeiros meses do ano houve mais 153 portugueses por dia que deixaram de conseguir cumprir os compromissos que tinham perante a banca, quer seja no crédito à habitação, consumo ou outros fins.

No que respeita à habitação, só este ano mais 4083 famílias deixaram de pagar as prestações a tempo, o que elevou para 149 800 o número de famílias com crédito para a compra de casa vencido.

Segundo dados do Banco de Portugal, cada português tem, em média, a seu cargo quatro créditos que se dividem pela casa, carro, crédito pessoal e cartão de crédito.

Em declarações à imprensa, a DECO, associação de defesa do consumidor, considera que «as famílias estão numa situação muito mais difícil do que no ano passado e do que no início da crise». A razão é que «no início da crise as dificuldades foram diluídas porque havia almofadas das famílias, amigos e dos próprios e hoje essa rede de protecção é inexistente».


Emprego cai em Portugal

O emprego em Portugal recuou 0,3 por cento no primeiro trimestre do ano, comparativamente ao último trimestre de 2013, enquanto na zona euro e no conjunto da União Europeia cresceu, respetivamente, 0,1 e 0,2%, revelam dados divulgados, dia 13, pelo Eurostat.

De acordo com os números do gabinete oficial de estatísticas da UE, no primeiro trimestre de 2014, a taxa de emprego recuou apenas em cinco estados-membros, tendo Portugal conhecido o segundo maior recuo.

Além de Portugal, o emprego só caiu em Chipre (-1,2%), Lituânia e Finlândia (-0,2%) e Itália (-0,1%), enquanto as maiores subidas foram registadas na Hungria (1,5%), Letónia (0,8%) e Reino Unido (0,6%).


População activa diminui

Portugal perdeu quase 60 mil habitantes em 2013 devido à redução de nascimentos e ao aumento do número de emigrantes.

De acordo com as Estimativas da População Residente, divulgadas dia 16 pelo INE, em 2013 a população residente em Portugal foi estimada em 10 427 301 pessoas (4 958 020 homens e 5 469 281 mulheres), o que representa uma diminuição da população residente de 59 88 habitantes face ao ano anterior.

O número de nascimentos com vida, de mães residentes em Portugal, voltou a diminuir, atingindo o valor de 82 787, menos 7,9 por cento do que em 2012.

Cerca de 54 mil pessoas emigraram permanentemente, a que se somam outros 74 mil (mais 7% do que em 2012) que saíram do País temporariamente.


Homenagem a Vasco Gonçalves e Rosa Coutinho

Vasco Gonçalves e Rosa Coutinho foram homenageados, sábado, 14, durante um almoço-convívio realizado na Cooperativa de Habitação Bem-Vinda a Liberdade, no Faranhão, Setúbal, promovido pela Associação Conquistas da Revolução (ACR).

Nesta iniciativa, que contou com a presença de mais de 80 pessoas, recordou-se as sucessivas deslocações àquela Cooperativa de Vasco Gonçalves, Rosa Coutinho e José Casanova, no quadro da afirmação da solidariedade com Cuba, a cargo do Núcleo de Setúbal da Associação de Amizade Portugal-Cuba (AAPC). O acto incluiu a leitura de poemas por parte de Odete Santos e Olinda Peixoto.

O momento contou ainda com as palavras do Comandante Manuel Begonha e de José Casanova, respectivamente presidente e vice-presidente da ACR, de Nuno Lopes, da Direcção da ACR, e de Manuel Vestias, presidente da Junta de Freguesia do Sado.


«Conquistas da Revolução»<br> no Porto e em Coimbra

O Auditório da Universidade Popular do Porto acolheu, dia 4, o lançamento do livro «Conquistas da Revolução», editado pela Associação com o mesmo nome. Na mesa estiveram os coronéis Manuel Begonha e Baptista Alves, militares de Abril, e José Casanova, dirigente do PCP, escritor e jornalista, todos eles fundadores da Associação Conquistas da Revolução (ACR).

Em Coimbra, a sessão de apresentação do livro decorreu, dia 8, no Conservatório de Música, e contou com as intervenções de Manuel Begonha, presidente da Associação Conquistas da Revolução (ACR), dos dirigentes Baptista Alves e Modesto Navarro, e do representante do núcleo de Coimbra da Associação, José Coutinho.

A iniciativa terminou com um espectáculo de homenagem a Ary dos Santos, com a participação do Coro Dr. João Antunes, Samuel e Luísa Basto, acompanhados pelo pianista Nuno Tavares e Manuel Pires Rocha. O poema «As portas que Abril abriu» foi dito pelos actores Fernando Tavares Marques e Manuel Diogo.


Meio milhão na Feira do Livro

A 84.ª Feira do Livro de Lisboa, que terminou no domingo, 15, foi visitada por mais de 500 mil pessoas, segundo estimativas da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), organizadora do evento.

Ao longo de duas semanas pavilhões de 537 editoras e chancelas ocuparam o Parque Eduardo VIII, onde decorreram cerca de mil actividades em torno do livro e da leitura.

Durante a Feira foram colocados em dois contentores cerca de dois mil livros usados ou novos para crianças até aos 12 anos, que vão ser oferecidos através do Banco de Bens Doados.



Resumo da Semana
Frases