Luta forte nos CTT

Image 16405

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações fez um balanço «francamente positivo» da primeira semana de greves parciais nas três centrais de tratamento de correio (centros de produção e logística do Sul, Centro e Norte), que os trabalhadores iniciaram no dia 21 pela manutenção do horário contínuo e contra a privatização da empresa. 
Apesar das várias manobras levadas a cabo pela administração dos CTT com o intuito de desmobilizar os trabalhadores e evitar as consequências da greve, a adesão foi superior a 70 por cento e registaram-se atrasos consideráveis no correio internacional e no correio azul, informa o SNTCT/CGTP-IN.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: