Aconteu
Estatísticas «aumentam» PIB

O Instituto Nacional de Estatística (INE) estima que o novo Sistema Europeu de Contas e os impactos dos Censos 2011 se traduzirão num aumento artificial significativo do Produto Interno Bruto no ano base 2011.

Com as alterações introduzidas, o INE afirma que «o PIB de 2011 é reavaliado para cerca de 176,2 mil milhões de euros, o que corresponde a um nível superior em 2,9% ao apurado na anterior base 2006», ou seja, um aumento de 5040 milhões.

Esta revisão metodológica acabou por ter também um impacto na taxa de variação do PIB em 2011. Se o anterior Sistema Europeu de Contas dava conta de uma contracção na economia em 1,3 por cento, o novo sistema de contas agrava a taxa de variação do PIB em 0,5 pontos percentuais, fixando-a em 1,8 por cento. Isto porque a nova metodologia também é aplicada em 2010 e anos anteriores, podendo alterar a taxa de variação nos vários anos.


Povoações sem água

Em pleno século XXI, há ainda meia centena de povoações serranas do concelho de Castro Marim, no Algarve, que ainda não dispõem de água domiciliária tratada e onde o abastecimento é feito através de fontanários públicos ou furos dos próprios habitantes.

A intervenção camarária começou neste Verão, esperando o município concluir as obras até final do mandato, segundo declarações citadas dia 1 pela Lusa.

Em causa estão mais de mil pessoas, incluindo muito idosos, sem meios para comprar água engarrafada.


Manoel de Oliveira estreia curta em Veneza

A nova curta-metragem de Manoel de Oliveira, «O Velho do Restelo», foi estreada anteontem, 2, no Festival de Veneza, onde o realizador português de 105 anos recebeu, em 2004, um Leão de Ouro de carreira.

Neste novo filme, o cineasta reúne num banco de jardim do século XXI várias personagens e escritores históricos: Dom Quixote, o poeta Luís Vaz de Camões, o poeta Teixeira de Pascoaes e o romancista Camilo Castelo Branco.

As personagens são interpretadas por Luís Miguel Cintra (Camões), Ricardo Trepa (Dom Quixote), Diogo Dória (Teixeira de Pascoaes) e Mário Barroso (Camilo Castelo Branco).


«Alentejo, Alentejo» chega às salas

O documentário «Alentejo, Alentejo», que recentemente foi distinguido com o Prémio para o Melhor Filme Português no Festival Indie Lisboa, chegará ainda este mês às salas de cinema de Lisboa, Porto e Almada, anunciou dia 28 a produtora.

O documentário, da autoria de Sérgio Tréfaut, insere-se no projeto de candidatura do Cante a Património Imaterial da Humanidade e conta com a participação, entre outros, d’Os Camponeses de Pias, dos Cantadores da Aldeia Nova de S. Bento, do Grupo Coral da Casa do Povo de Serpa e do Grupo Feminino de Alcáçovas, que interpreta «Portugal está na crise», uma letra contemporânea.

Um dos momentos do documentário é a interpretação do tema popular «Solidão», por um grupo de cantadores, junto da campa do etnomuiscólogo Michel Giacometti, no cemitério de Peroguarda, Ferreira do Alentejo.


Cinema Ideal abriu ao público

O Cinema Ideal, uma das mais antigas salas da capital, reabriu ao público, dia 28, com a projecção do filme «E Agora? Lembra-me», a premiada obra de Joaquim Pinto.

O projecto de recuperação do espaço partiu da iniciativa da distribuidora Midas Filmes e da Casa da Imprensa, proprietária do edifício. O objectivo foi fazer renascer o espaço, renovado pelo arquitecto José Neves, como um «cinema de bairro», próximo da população local e com uma programação alternativa aos circuitos comerciais.

A propósito, para além do filme de Joaquim Pinto, está também em exibição em sessões alternadas, «A Desaparecida», de John Ford, de 1956.


Siza Vieira inaugura obra na China

O arquitecto Siza Vieira inaugurou, dia 30 de Agosto, o seu primeiro projecto construído na China.

A obra é um edifício de escritórios, com dois pisos e 300 metros de comprimento, desenhado em parceria com Carlos Castanheira.

Situa-se na província de Jiangsu, no Leste do país, e foi encomendado pela Shihlien Chemical Industrial Jiangsu Co, uma empresa de Taiwan instalada em Huaian.

Em declarações à agência Lusa, Siza Vieira disse ter encontrado «um ambiente de trabalho muito bom». «O cliente respeitou escrupulosamente o projecto. Foi um prazer. Ultrapassou tudo o que eu esperava», afirmou.



Resumo da Semana
Frases