Alargar a frente de luta
Jerónimo de Sousa encabeçou as delegações do PCP que estiveram reunidas, nos dias 16 e 21, respectivamente com a Confederação dos Micro, Pequenos e Médios Empresários (CPPME) e com a Confederação Nacional da Agricultura (CNA). Os encontros permitiram ao PCP ter uma perspectiva actualizada dos muitos e graves problemas que afectam estas duas camadas sociais antimonopolistas. Se no caso dos MPME se falou sobretudo de impostos, taxas, falências e do baixo poder de compra dos trabalhadores e do povo, os agricultores referiram-se ao custo elevado dos factores de produção, ao abaixamento dos preços à produção e ao escoamento dos produtos.  
Em ambas as reuniões, o PCP reafirmou os eixos centrais da política patriótica e de esquerda que propõe que, a ser concretizada, beneficiaria fortemente estas duas camadas. Para que esta política alternativa seja uma realidade é fundamental alertar a frente social de luta, tendo os pequenos empresários e os agricultores um papel destacado a desempenhar.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: