Congratulação pelo Cante Alentejano

A Assembleia da República aprovou, dia 5, por unanimidade, um voto de congratulação pelo reconhecimento pela UNESCO do Cante Alentejano como Património Imaterial da Humanidade.

Subscrito por todas as bancadas, sob proposta inicial do PCP, no texto felicita-se as entidades que integraram a comissão que promoveu a candidatura, bem como todos aqueles que se «envolveram e empenharam neste processo, que de forma visionária reconheceram as suas virtudes e contribuíram para o seu sucesso».

Felicitados são também todos os grupos corais existentes pelo País e no estrangeiro, «pelo seu insubstituível papel de repositório e divulgação deste património», felicitações que o Parlamento torna extensíveis ao «povo alentejano por sabiamente ter criado, preservado e desenvolvido esta manifestação cultural, cujo reconhecimento pela UNESCO engrandece a cultura popular e o País».

Antes, sublinha-se que este processo do Cante Alentejano a Património Imaterial da Humanidade «incentivou o surgimento de novos e jovens grupos de cantadores», permitindo simultaneamente que o «País e o mundo conhecessem mais sobre esta forma única de expressão cultural».

A convite da Assembleia da República, também por iniciativa do PCP, estiveram presentes nas galerias reservadas ao público elementos em representação da Câmara Municipal de Serpa e Casa do Cante, entidades que conduziram com êxito o processo de candidatura. Presente esteve também o Grupo Coral e Etnográfico de Vila Nova de São Bento que actuou nas galerias do hemiciclo, no final da votação, arrancando prolongados aplausos de pé de todos os deputados.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: