A luta em Portugal contribui para uma outra Europa
Jerónimo de Sousa em Bruxelas
Por uma Europa dos povos

Jerónimo de Sousa esteve em Bruxelas, anteontem e ontem, a participar num jantar com militantes do Partido e num encontro com deputados do GUE/NGL.

Image 17221

Jerónimo de Sousa esteve, ontem de manhã, no Parlamento Europeu para um encontro com deputados e com a presidência do GUE/NGL (Grupo de Esquerda Unitária/ Esquerda Verde Nórdica), grupo político ao qual pertencem os deputados do PCP. O Secretário-geral esteve acompanhado por Manuela Bernardino e Ângelo Alves, respectivamente do Secretariado e da Comissão Política do Comité Central do Partido.

Durante a manhã, o Secretário-geral do PCP participou na reunião plenária do GUE/NGL, na qual colocou as principais dificuldades com que o povo e os trabalhadores portugueses se defrontam, resultantes da política de direita do Governo PSD/CDS e das políticas da troika, salientando também a resposta de luta firme dos trabalhadores portugueses a estas políticas, importante contributo solidário para a construção de uma outra Europa. Estiveram presentes dezenas de deputados de diferentes países, muitos dos quais colocaram diversas questões acerca da análise do PCP sobre as políticas da UE e da construção de uma alternativa política na Europa. Num debate que se revelou rico e frutuoso, Jerónimo de Sousa referiu-se à União Europeia enquanto processo de integração capitalista, com o qual urge fazer rupturas, de forma a ultrapassar os condicionalismos ao desenvolvimento dos países, e da necessidade de desenvolver políticas de esquerda que resgatem a soberania, caminho essencial para o estabelecimento de uma verdadeira cooperação entre os povos.

O dirigente do PCP sublinhou ainda a importância do GUE/NGL como grupo confederal, espaço de convergência com um já longo património de intervenção, salientando a importância da cooperação, no quadro do respeito mútuo das diferenças e especificidades de cada partido e de cada país, e no qual os trabalhadores europeus identifiquem a alternativa à direita e à social-democracia. Durante a tarde, Jerónimo de Sousa e a delegação do PCP estiveram reunidos com o Presidium do GUE/NGL e com delegações de vários países.

Jantar com emigrantes

Na véspera, Jerónimo de Sousa participou num jantar com militantes do Partido e outros elementos da comunidade portuguesa residente na Bélgica. A iniciativa, acolhida pela organização do PCP nesse país e pela Associação de Portugueses Emigrados na Bélgica (APEB), em cujas instalações se realizou o jantar, juntou mais de 70 pessoas.

Na sua intervenção, o Secretário-geral do Partido falou sobre a situação social e política em Portugal, destacando as lutas dos trabalhadores e do povo português contra a política de direita e por uma alternativa patriótica e de esquerda. Referiu-se ainda à situação do País no chamado «pós-troika» e à ilusão que os partidos da alternância tentam criar ao apregoarem o suposto fim dos sacrifícios.

Jerónimo de Sousa apelou ainda aos presentes para que regularizem a sua situação eleitoral, pelo contributo que isso pode trazer para a alteração do rumo do País. 

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: