É possível criar apoios às ligações com regiões isoladas
PCP apresenta propostas para a Madeira
Questionar problemas

João Ferreira e Inês Zuber, deputados do PCP no Parlamento Europeu (PE), estiveram nos dias 13 e 14 de Fevereiro na Região Autónoma da Madeira.

No sábado, a jornada de trabalho incidiu na análise, discussão e contacto directo com as potencialidades e especificidades do tecido produtivo regional, tendo o deputado comunista João Ferreira reunido, logo pela manhã, com a Direcção do Centro de Abastecimento Hortofrutícola de Santana/Mercado Abastecedor de Santana, que o convidou a conhecer as instalações, e visitado, de seguida, o armazém de vinhos Pereira d'Oliveira, no Funchal. Simultaneamente, Inês Zuber esteve na Freguesia do Curral das Freiras, onde contactou com a realidade produtiva.

Mais tarde, ambos juntaram-se no Sítio dos Salgados, na Freguesia da Camacha, Santa Cruz, onde ficaram a conhecer as especificidades locais.

No final das visitas, já em declarações aos jornalistas, deu-se a conhecer que o PCP vai levar novamente ao PE a proposta de criação do mercado inter-ilhas dos arquipélagos da Macaronésia – Açores, Canárias, Cabo Verde e Madeira – para valorizar as suas produções agrícolas. Estas ilhas «têm especificidades e complementaridades entre si que tornariam o funcionamento de um mercado entre elas uma forma de valorização das respectivas produções», acentuou João Ferreira, lembrando que o Partido já tinha questionado em 2010 a Comissão Europeia (CE) sobre esta matéria e que a instituição reconheceu a sua importância, «mas, depois, não deu continuidade» à questão. «O funcionamento deste mercado seria uma forma de contribuir para um escoamento de produções regionais, dando-lhes também um valor acrescentado», referiu.

Transportes

No dia anterior, os dois deputados abordaram questões directamente relacionadas com os transportes aéreos e marítimos de passageiros e de cargas, uma temática que se reveste de especial importância estratégica para uma região insular distante e ultraperiférica como é o arquipélago da Madeira, para as suas populações, para os seus diversos sectores económicos e para o seu desenvolvimento.

Inês Zuber rumou para a Ilha de Porto Santo, onde reuniu com a delegação do Sindicato dos Trabalhadores na Hotelaria, Turismo, Alimentação, Serviços e Similares da Região Região Autónoma da Madeira, com a Direcção da Associação «Juntos Somos Porto Santo» e com a Direcção da Associação de Comércio e Indústria de Porto Santo.

Por seu lado, João Ferreira esteve reunido com Direcção Regional do Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos, com a Administração da Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira, SA, tendo visitado o terminal de cruzeiros do Porto do Funchal, e com a Delegação da Aeroportos de Portugal na Madeira.

Após os contactos, o deputado anunciou que o PCP vai questionar a CE «no sentido de saber que formas de apoio existem ao estabelecimento e funcionamento regular de ligações de passageiros e de carga por via marítima e aérea entre a Madeira e o Porto Santo e entre a Madeira e o continente». Segundo adiantou, ao nível da UE é possível criar apoios às ligações com regiões isoladas, uma vez que não existem «condições para que o mercado, por si só, sem intervenção pública, assegure uma ligação imprescindível à qualidade de vida das populações e à dinamização da economia».

João Ferreira realçou, por outro lado, que a eventual privatização da TAP vai «desarmar» o País de um «instrumento que é fundamental para a resolução destes constrangimentos».




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: