Dezenas de modalidades e milhares de praticantes na Festa do Avante!
Aqui o desporto é mesmo para todos

Milhares de atletas e dezenas de modalidades preenchem uma vez mais, este ano, o intenso programa desportivo da Festa do Avante!. Após meses marcados pela realização de torneios, eliminatórias e outras iniciativas de promoção da Festa, a Quinta da Atalaia concretizará, no primeiro fim-de-semana de Setembro, o direito de todos ao desporto, independentemente de idade, sexo e origem social, como a Constituição da República consagra.  

Dizem os militantes comunistas que a Festa do Avante! é uma «miniatura» da sociedade de liberdade, fraternidade, solidariedade e progresso que o PCP luta por construir. Na verdade, quer durante a construção e preparação quer nos três dias da sua realização, a Festa tem presentes muitos dos elementos estruturantes do projecto de sociedade proposto pelos comunistas: o trabalho criador e colectivo, o estímulo à criatividade e à opinião, o respeito pelos outros, a cultura e o recreio como componentes essenciais da felicidade humana.

A actividade da Comissão de Desporto da Festa do Avante! é bem prova disto. Todos os anos, dezenas de pessoas – entre os membros permanentes da referida comissão e muitos dirigentes, treinadores e técnicos de diversas colectividades – empenham o melhor dos seus conhecimentos, energias e capacidades para concretizar um ambicioso programa desportivo, que se assume como uma verdadeira festa dentro da Festa. Para cada uma das modalidades e escalões são envolvidos diferentes clubes, que organizam as várias eliminatórias, finais, galas ou demonstrações e asseguram os aspectos técnicos e práticos.

O responsável pela Comissão de Desporto, Brázio Romeiro, garantiu ao Avante! que sem o contributo inestimável dos dirigentes e técnicos das colectividades não era possível a presença do desporto na Festa com os moldes e dimensão actuais. Mas a importância da Festa do Avante! para a actividade regular dessas associações não é menos real, acrescentou: «os responsáveis pelos clubes fazem questão de participar», afirmou, pois são sempre «bem recebidos», com todas as condições logísticas, técnicas e médicas para a prática das modalidades.

A participação na Festa, lembrou ainda Brázio Romeiro, exige de atletas, treinadores, técnicos e dirigentes um regresso antecipado de férias e vários dias de preparação. Outro membro da Comissão presente na entrevista, Pedro Barata, sublinhou o caso da Associação de Taekwondo do distrito de Setúbal, que organiza um estágio no início de Setembro no qual se prepara a participação da modalidade na Festa. O técnico de desporto da Câmara Municipal do Seixal valorizou ainda a vontade que os atletas, dirigentes e técnicos que participam na Festa têm de «deixar boa imagem» e divulgar as suas modalidades.

Princípios essenciais

Esta responsabilidade partilhada entre o PCP, através da Comissão de Desporto da Festa do Avante!, e os clubes e colectividades, longe de ser uma mera conveniência, assenta numa concepção política de fundo de estímulo e fomento da prática desportiva, patente no próprio programa do Partido, Uma Democracia Avançada – os Valores de Abril no Futuro de Portugal: nele, o PCP defende a «implantação de um sistema desportivo que, integrando as várias estruturas a ele ligadas (poder central, poder local, estruturas associativas, clubes, escolas), garanta aos desportistas as condições de trabalho e desenvolvimento, assegure à generalidade da população condições de acesso à prática desportiva regular nos seus vários níveis e modalidades, contribuindo para o seu desenvolvimento integral e realização plena».

Se a todos os membros da Comissão de Desporto, dirigentes associativos e técnicos somarmos os atletas, e a estes os seus familiares, ficamos perante largos milhares de pessoas que participam na Festa do Avante! devido às actividades desportivas que nela ocorrem. Basta passar pelo Polidesportivo durante os três dias da Festa e ver as centenas de pessoas que permanentemente ali se encontram para se ter uma ideia aproximada desta realidade.

Vítor Fonseca, da Comissão de Desporto, sublinha o papel de todas as pessoas envolvidas nesta área para o seu inquestionável êxito e, em particular, daquelas cuja presença passa praticamente despercebida para o público: os que montam e desmontam as estruturas, organizam as actividades, asseguram o som e garantem que tudo se processa de acordo com o que estava programado. «Há quem comece a trabalhar na sexta-feira de manhã e só termine no domingo à noite», valorizou. Mas, como diz o povo (e tão bem que se aplica neste caso), «quem corre por gosto não cansa»...

Três noites, grandes acontecimentos

Este ano, a programação do Polidesportivo apresenta novidades, particularmente durante as noites, para as quais estão reservados eventos marcantes. Na sexta-feira, pelas 21 horas (após a apresentação de Yoga, da responsabilidade da Confederação Portuguesa de Yoga), realiza-se a Gala de Artes Marciais e Desportos de Combate, que, como afirmou Brázio Romeiro, este ano é «mais a sério».

O responsável por esta área na Comissão de Desporto, Pedro Barata, destacou que a gala conta com um maior número de praticantes (cerca de 400) e mais disciplinas: Kung Fu, Kendo, Krav Maga e Muay Thai, Aikido, Judo, Kajukembo, Esgrima Lusitana (mais conhecido por «Jogo do Pau»), Jiu Jitsu, Karaté, Taekwondo e Boxe serão as modalidades presentes. O responsável pela gala justificou o maior destaque dado a esta iniciativa com o próprio crescimento verificado na prática destas modalidades: no concelho do Seixal, por exemplo, as artes marciais e os desportos de combate no seu conjunto são, actualmente, as modalidades com mais praticantes logo a seguir ao Futsal. Depois desta gala, realiza-se uma aula aberta de Zumba. Helena Candeias, uma das responsáveis por esta iniciativa, revela que os instrutores darão a aula em cima do ringue de Boxe, para que toda a gente possa observar e reproduzir os movimentos.

A noite de sábado tem como momento «muito alto», nas palavras de Brázio Romeiro, o Sarau Gímnico, que apresenta demonstrações de ginástica aeróbica e rítmica e de ginástica para todos. O responsável garante que na Festa estará o que «de melhor se faz nas colectividades da nossa região, e não só».

Este sarau, lembra ainda o membro do Executivo da Festa do Avante!, costumava realizar-se na sexta-feira, juntamente com a Gala de Artes Marciais e Desportos de Combate, o que fazia com que houvesse numa mesma noite «duas iniciativas de topo», mas este ano optou-se por dividi-las por dias diferentes. Para esta decisão pesou não só a vantagem de garantir uma programação forte em todas as noites da Festa como a necessidade de reduzir o tempo gasto na montagem e desmontagem de estruturas, aumentando assim, ainda mais, a vivacidade do Polidesportivo.

A noite de sábado fica ainda preenchida com a Gala das Danças de Salão, que incluirá um «emocionante momento» de dança adaptada – a cargo da Associação de Paralisia Cerebral de Almada e Seixal –, revelou Brázio Romeiro. O hip-hop encerra a programação desse dia.

O encerramento do programa do Polidesportivo, no domingo, está a cargo da patinagem artística. Para Paulo Júnior, da Comissão de Desporto, a colectividade responsável por esta demonstração, do concelho do Seixal, «saberá estar à altura da grande responsabilidade de fechar a Festa».

Afirmar e defender modalidades

A Festa do Avante! acolhe, nos dias 4, 5 e 6 de Setembro, um conjunto vasto de finais de torneios de diversas modalidades, que tiveram ao longo dos meses anteriores as suas eliminatórias. O torneio de Futsal masculino terá o seu desfecho ao início da tarde de dia 5, opondo a equipa vencedora do torneio das empresas, no caso os trabalhadores da Setenave, ao FC Irrose. Os séniores femininos jogam no domingo à mesma hora. Em disputa estará a equipa vencedora da Taça de Portugal (CCR da Quinta dos Lombos) e a CRD de Miratejo, vencedora do torneio da Festa do Avante! do ano passado.

Aristides João e António Marta, do CRD do Fogueteiro, organizaram este ano o torneio de Futsal de Benjamins (9-10 anos) e, pela primeira vez na Festa do Avante!, de Traquinas (7-8 anos), cujas finais se realizam também durante o primeiro fim-de-semana de Setembro. Na primeira categoria estiveram envolvidas 64 equipas e 1300 atletas e dirigentes, ao passo que na segunda 48 equipas e 850 pessoas. Brázio Romeiro valorizou o aumento, ano após ano, do número de equipas envolvidas neste torneio, «dos maiores que se realizam no País» nestas categorias.

Ambas as finais jogam-se no domingo à tarde: em Traquinas, a final joga-se entre a Escola Academia Sporting de Corroios e a Geração Benfica do Barreiro; e em Benjamins entre o GMD União e Progresso de Vendas de Azeitão e o GD de Alfarim.

O Basquetebol volta a fazer parte da programação do Polidesportivo (após o regresso do ano passado depois de alguns anos de ausência) com um jogo de demonstração preparado pela Associação de Basquetebol de Setúbal no qual participam várias atletas da selecção nacional de sub-16. O Voleibol (juniores femininos) e o Hóquei em Patins (benjamins masculinos) também fazem parte do programa: no primeiro caso, jogam o Clube Lobatos Vólei e o Clube Recreativo Piedense e no segundo o Clube Desportivo Fabril e o Seixal FC 1925.

Divulgar modalidades

Defender os jogos tradicionais de raiz popular são também objectivos da Festa do Avante!, sublinhou Brázio Romeiro, realçando a necessidade de divulgar estas modalidades, para que não desapareçam. Ao longo do Verão, em várias colectividades da região de Setúbal, disputaram-se jornadas de alguns destes jogos. As últimas terão lugar nos dias da Festa.

No caso da Malha Tradicional, o torneio em seis etapas foi organizado pelo CR da Cruz de Pau, do qual são dirigentes António Belchior e Joaquim Negrita. Participaram 112 jogadores masculinos e 46 femininos. Já o torneio de Chinquilho de malha pequena, este ano organizado em parceria com a Associação de Amizade Arouquense, envolveu cerca de 60 participantes, realçaram os dirigentes da colectividade, Inácio Ribeiro e Nuno Ângela.

Ao contrário das duas modalidades anteriores, que tiveram jornadas disputadas antes, o Chinquilho de malha grande joga-se apenas na Festa, em duas jornadas. Prevê-se que estejam presentes 60 jogadores, em representação de seis equipas.

No caso dos matraquilhos, a questão é outra: divulgar uma modalidade que – nas palavras do presidente da federação de Lisboa, Pedro Pereira, presente na entrevista – é ainda vista como um jogo de salão e não como um desporto – isto apesar de Portugal ter obtido, em vários escalões, as mais altas classificações internacionais. A afirmação internacional dos matraquilhos fica desde logo patente no facto de os mais importantes eventos internacionais chegarem a ter assistências da ordem das cinco mil pessoas. Como noutras modalidades, o objectivo da Comissão de Desporto é trazer à Festa «os melhores desta modalidade», nomeadamente campeões nacionais e europeus.

Escalada, slide e xadrez são outros dos desportos que é possível praticar e ver na Festa do Avante!.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: