São décadas de políticas anti-sociais
CDU defende Serviço Nacional de Saúde
Jornada em Aveiro

Em Aveiro, a CDU promoveu na quinta-feira, 27, uma ampla jornada dedicada ao Serviço Nacional de Saúde (SNS), desdobrando-se em várias iniciativas de Norte a Sul do distrito, com os seus vários candidatos e activistas, em contacto com profissionais e utentes.

Miguel Viegas, cabeça de lista da Coligação PCP-PEV, esteve ao início da manhã no Hospital D. Pedro, em Aveiro, e no Hospital de São João da Madeira. Em ambas as iniciativas foi possível contactar com centenas de pessoas, alertando para a necessidade de romper com as políticas de direita que promoveram o encerramento de serviços, a degradação do serviço e o seu encarecimento para o utentes.

«São décadas de políticas anti-sociais através das quais PS, PSD e CDS foram destruindo o Serviço Nacional de Saúde, atacando os seus profissionais e promovendo a concentração de serviços que hoje se encontram à beira da ruptura», denuncia, em nota de imprensa, a CDU.

A Coligação PCP-PEV, que sempre se manifestou pela manutenção de uma rede hospitalar que garanta uma carteira de serviços públicos de saúde de qualidade e de proximidade com as populações e contra os encerramentos de valências, seja em Ovar, Águeda, Estarreja, S. João da Madeira ou Oliveira de Azeméis, propõe à população de Aveiro a reversão destas políticas, incluindo o fim das taxas moderadoras e o reforço dos cuidados de saúde primários procurando que cada português possa ter um médico de família.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: