Outubro de 1965<br> – O genocídio indonésio

Image 19226

O terror abateu-se sobre a Indonésia em Outubro de 1965 e durou longos meses. Um grupo de oficiais golpistas, com o apoio activo e directo do imperialismo norte-americano, massacrou cerca de um milhão de comunistas, sindicalistas e membros dos então poderosos movimentos de massas indonésios. «Os rios em muitas partes do país estiveram entupidos durante semanas com cadáveres», escreveu o jornal inglês The Guardian. A própria CIA, num relatório de 1968, classificou os acontecimentos como «uma das piores chacinas em massa do Século XX». Motivo: a pretensão da Indonésia, então sob a presidência de Sukarno, de decidir do seu próprio destino sem se submeter aos ditames do imperialismo e de controlar os seus imensos recursos naturais. Saudado pelas «democracias ocidentais», o genocídio levou ao poder o ditador Suharto, que se manteve três décadas na presidência.

 


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: