Breves
Alemães repudiam racismo

Mais de dez mil pessoas marcharam, no domingo, 25, nas ruas de Colónia, na Alemanha, em protesto contra a concentração de índole racista convocada pelo grupo «Hooligans contra salafitas» (Hogesa), que reuniu cerca de um milhar de participantes.

A contra manifestação foi convocada por numerosas organizações sociais sob o lema «Protege os refugiados e a dignidade humana».

Os protestos acabaram com confrontos entre grupos de extrema-esquerda e a polícia, que utilizou canhões de água para manter os manifestantes separados e deteve pelo menos duas pessoas. As forças de segurança montaram um dispositivo com mais de 3500 agentes.


Governo português apoiou «Grexit»

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schauble, reconheceu que apresentou uma proposta para que a Grécia saísse do euro (o chamado «Grexit»).

Numa reunião do Eurogrupo, a 11 de Julho, colocou essa possibilidade sobre a mesa e «15 ministros das Finanças partilharam essa opinião», entre os quais se contava a titular portuguesa Maria Luís Albuquerque. «Só os ministros francês, italiano e cipriota não seguiram essa linha», acrescentou Schauble, dia 20, em entrevista ao jornal francês Libération.


Bruxelas mantém TTIP em segredo

A Comissão Europeia solicitou aos 28 estados-membros que criem salas especiais de leitura onde os deputados dos parlamentos nacionais possam ter acesso limitado a alguns textos relacionados com as negociações do Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento (TTIP).

A proposta, revelada na semana passada, segue a lógica das «reading rooms» criadas para os deputados do Parlamento Europeu, onde os materiais podem ser consultados durante o período máximo de duas horas, sob altas medidas de segurança e termo de responsabilidade, por via a evitar fugas de informação.


Espanhol no topo dos ricos

Amancio Ortega, dono da cadeia de lojas Zara, tornou-se o homem mais rico do mundo, com uma fortuna de 79 600 milhões de dólares (70 653 milhões de euros), destronando Bill Gates.

Segundo a lista da revista Forbes, divulgada dia 23, o empresário espanhol, que detém o grupo Inditex, ultrapassou o fundador da Microsoft, cuja fortuna é avaliada em 78 100 milhões de dólares (cerca de 69 321 milhões de euros), e o magnata dos media Warren Buffett, detentor de 64 400 milhões de dólares (57 161 milhões de euros).

Ainda na lista das maiores fortunas do mundo está o mexicano Carlos Slim, com 62 500 milhões de dólares (55 475 milhões de euros), o fundador da Amazon, Jeff Bezos, com 49 900 milhões de dólares (44 291 milhões de euros) e o criador da Oracle, Larry Ellison, com 47 600 milhões de dólares (42 249 milhões de euros).


Milhares contra adesão à NATO

Cerca de 20 mil pessoas manifestaram-se no domingo, 25, frente ao Parlamento do Montenegro, exigindo a demissão do primeiro-ministro, Milo Djukanovic, que se prepara para formalizar a adesão do país à NATO.

Durante o protesto vários manifestantes que tentaram penetrar no edifício foram repelidos com gases lacrimogénios lançados pelas forças da ordem. Dos confrontos resultaram 24 feridos e vários detidos.

Entre os convocantes da acção está a Frente Democrática, que reclama a realização de eleições «livres e democráticas» e se opõe aos planos do governo de aderir à Organização do Tratado do Atlântico Norte.

Já na véspera se tinham realizado manifestações contra a entrada na NATO, decisão que será tomada no próximo mês de Dezembro.

Apesar dos protestos, o primeiro-ministro fez saber que não levará em conta as exigências da oposição.

Na pequena República do Montenegro, que se tornou independente da Sérvia em 2006, estão previstas eleições para o próximo ano.