Aconteu
Transporte rodoviário perde passageiros

O transporte rodoviário de passageiros caiu 13 por cento em 2014, face ao ano anterior, segundo dados divulgados, dia 9, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).
Dos 24,2 mil milhões de lugares-quilómetro oferecidos, apenas 23,2 por cento foram efectivamente utilizados, o que correspondeu a uma redução do coeficiente de utilização de 0,9 pontos percentuais e a um total de 476,3 milhões de passageiros.
Os serviços de transporte internacional obtiveram o registo mais positivo, utilizando cerca de três quartos dos lugares-quilómetro oferecidos (74,8%).
Já o movimento de passageiros em transporte aéreo, por sua vez, aumentou 9,4 por cento (35,7 milhões de passageiros), acima do crescimento de 4,9 por cento, registado no ano anterior.
As companhias portuguesas de transporte aéreo ofereceram 16,5 milhões de lugares em tráfego regular em 2014 (mais 3,5% face a 2013), dos quais foram utilizados 12,7, traduzindo um acréscimo de 6,7 por cento face a 2013.


Água em Ourém sobe 58%

A população do concelho de Ourém vai ter um agravamento médio da factura da água de 58 por cento, já a partir de Dezembro. No entanto, segundo revelou a autarquia, dia 6, serão beneficiados os escalões mais baixos, as tarifas sociais e as famílias numerosas.
O presidente da Câmara, Paulo Fonseca (PS), qualificou de «meia-vitória» o resultado das negociações com a concessionária privada, acrescentando que se trata de um contrato leonino que «defende sempre os interesses de uma das partes e prejudica a outra».
Concessionados em 1996 à Compagnie Générale des Eaux, os serviços de água de Ourém estão hoje nas mãos do grupo chinês liderado pela Beijing Enterprises Water Group Limited, cujo contrato se prolonga até 2027.


Prix Lausanne escolhe portugueses

Margarida Canto e Castro Trigueiros são os dois bailarinos portugueses seleccionados entre 292 candidatos para participar na 44.ª edição do Prix de Lausanne, que terá lugar em Fevereiro próximo.
Margarida Canto e Castro Trigueiros representam respectivamente a Tanz Akademie, em Zurique, e a Escola da Companhia de Dança do Algarve.
No ano passado, o bailarino Miguel Pinheiro, da Escola de Dança do Conservatório Nacional de Lisboa, foi distinguido em Lausanne com o prémio de interpretação de dança contemporânea.


«Montanha» estreou em Madrid

O filme «Montanha», do cineasta português João Salaviza, estreou, dia 5, em Madrid, integrado na 13.ª Mostra Portuguesa.
Antes, a película foi mostrada no Festival de San Sebastian (País Basco) e em Compostela (Galiza).
A longa-metragem, que teve estreia mundial no festival de Veneza e acaba de ser premiada no Festival de Montpellier, em França, chegará às salas nacionais no dia 19, tendo antestreia marcada para o próximo domingo, 8, no Lisbon & Estoril Film Festival.


Danças Ocultas em digressão na China

O grupo Danças Ocultas iniciou, dia 7, uma digressão por cinco palcos chineses, começando em Guangzhou, onde actuaram no Grande Teatro, seguindo para Xuzhou, onde tocaram na Sala de Concertos da cidade.
Hoje, quinta-feira, o grupo está em Pequim, no Chenxing Hall, da Universidade Hantian, e, amanhã sobe ao palco do Grande Teatro de Baotou, encerrando a digressão, dia 14, em Xangai, no Shanghai Oriental Arts Centre.
O grupo Danças Ocultas, que explora a sonoridade da concertina, é constituído por Artur Fernandes, Filipe Cal, Filipe Ricardo e Francisco Miguel e já conta com mais de 20 anos de carreira. No início do próximo ano vai editar um novo álbum que foi gravado ao vivo com a orquestra Filarmonia das Beiras e convidados.


Alemanha espiou países aliados

Os serviços secretos alemães «espiaram sistematicamente» países aliados e várias organizações de todo o mundo, noticiou, dia 7, o semanário alemão Der Spiegel.
O BND (serviços de informações exteriores alemães) recolheu informações de países «amigos» em todo o mundo, incluindo os ministérios do Interior dos Estados Unidos, Polónia, Áustria, Dinamarca e Croácia.
Anteriormente, o Der Spiegel e outros órgãos alemães já tinham revelado que o BND realizou este tipo de operações por iniciativa própria e a pedido do homólogo norte-americano NSA (agência de segurança dos Estados Unidos).
Agora a lista divulgada é mais concreta indicando que além da delegação norte-americana na União Europeia em Bruxelas e na ONU em Nova Iorque, ou ainda o Ministério das Finanças norte-americano, o BND espiou várias embaixadas estrangeiras na Alemanha, como a dos EUA, França, Reino Unido, Suécia, Portugal, Grécia, Espanha, Itália, Áustria, Suíça e Vaticano.
Organizações não-governamentais, como a Oxfam ou o Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) em Genebra, também foram visadas pelas actividades do BND.



Resumo da Semana
Frases