«Praça Hugo Chávez»<br>na Amadora

A Comissão Concelhia da Amadora do PCP emitiu um comunicado de repúdio pelo teor das notícias emitidas na SIC acerca da inauguração, no concelho, da Praça Hugo Chávez. Começando por «apreciar» o destaque dado a essa inauguração, o PCP expressa a sua «estupefação e condenação» pela forma como o assunto foi introduzido e tratado na edição de 15 de Abril do «Jornal da Noite».

Ora, para a SIC, Hugo Chávez é «nome de ditador e agora de rotunda na Amadora», o que, para o PCP, é não apenas ofensivo para o povo venezuelano como também para os autarcas da Amadora, que propuseram e aprovaram a designação da Praça. Relativamente ao epíteto de «ditador», a Comissão Concelhia lembra que Hugo Chávez «venceu todas as eleições realizadas desde 1998 até à sua morte, em 2013, derrotando nas urnas a oposição de direita, representante dos interesses do imperialismo e do capitalismo financeiro internacional, em eleições monitorizadas e aceites pela comunidade internacional».

Estranhando ainda o critério da SIC de privilegiar a posição do CDS, através da entrevista realizada a um membro da Assembleia Municipal eleito por este partido, o PCP acusa ainda a SIC de ter decidido não investigar as posições assumidas por este mesmo eleito, e pelo próprio CDS a nível nacional, relativas a Hugo Chávez. Na Assembleia Municipal e na Assembleia da República, os votos de pesar pela morte do antigo presidente venezuelano foram aprovados por unanimidade.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: