Historiador Social das Ideias
Homenagem a Vasco <br>de Magalhães-Vilhena

A Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL) acolheu, no dia 2 de Junho, uma jornada de homenagem a Vasco de Magalhães-Vilhena, militante do PCP e professor catedrático naquela faculdade, de 1976/79, após um exílio de 30 anos em França, quando não lhe foi renovado contrato de assistente na Universidade de Coimbra.

A iniciativa – de reflexão sobre a obra de Magalhães-Vilhena – foi organizada pelo Departamento de Filosofia e Centro de Filosofia da Faculdade de FLUL, com a colaboração do Grupo de Estudos Marxistas (GEM). Contou ainda com as palavras de congratulação da Direcção da FLUL, da Revista Philosophica e da Biblioteca da Faculdade, que organizou uma exposição, com a colaboração do PCP, e uma visita guiada ao acervo do homenageado, doado pelo Partido à Biblioteca.

O PCP esteve representado por Manuela Bernardino, do Secretariado do Comité Central, que, na sessão de abertura, abordou aspectos da vida do investigador marxista. Como militante do Partido, desenvolveu uma coerente actividade antifascista e de lutador pela paz, tendo sido membro do Conselho Mundial da Paz (CMP).

A jornada – que tomou como mote o centenário de nascimento do homenageado e a preservação e destaque da memória e importância da sua obra já publicada e da necessidade de divulgar trabalhos que permanecem inéditos – contou igualmente com a participação de amigos, estudiosos e críticos de Vasco de Magalhães-Vilhena.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: