15 de Agosto de 1969<br>– Festival de Woodstock

A ideia de realizar um festival de rock ao ar livre partiu de quatro jovens (John Roberts, Joel Rosenman, Artie Kornfeld e Michael Lag) de Bethel, no estado de Nova York, que alugaram para o efeito uma propriedade rural de 250 hectares, esperando a participação de um máximo de 80 mil hippies, movimento juvenil da chamada «geração das flores». O número dos que acorreram ao local para ouvir The Who, Jimmy Hendrix, Joan Baez, Crosby, Stills & Nash, Jefferson Airplane e muitos outros superou no entanto todas as expectativas: cerca de 400 mil pessoas tomaram conta daquele espaço entre 15 a 17 de Agosto. Mas Woodstock foi mais do que «amor, paz e rock 'n roll». Realizado no auge da Guerra Fria e da tentativa de impor o «American Way of Life» como modelo para o mundo ocidental, Woodstock significou a rejeição da juventude dos Estados Unidos a tudo o que o então presidente Nixon representava, como ficou bem patente quanto a guitarra de Jimi Hendrix, que viria a consagrar-se como o maior guitarrista de rock de todos os tempos, entoou o hino nacional entrecortado pelos sons de bombas, numa explícita alusão à guerra no Vietname.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: