Aconteu
Investimento em I&D abaixo da média da UE

O investimento de Portugal em Investigação e Desenvolvimento (I&D) quase duplicou na última década em relação ao Produto Interno Bruto, passando de 0,76 por cento do PIB (1201 milhões de euros), em 2005, para 1,28 por cento (2289 milhões de euros), em 2015.
Apesar da evolução, Portugal continua muito abaixo da média europeia que é actualmente de 2,03 por cento do PIB, segundo dados do Eurostat, divulgados dia 30 de Novembro.
No topo da lista estão a Suécia (3,26%), a Áustria (3,07%) e a Dinamarca (3,03%), seguindo-se a Finlândia (2,9%), a Alemanha (2,87%), a Bélgica (2,45%), a França (2,23%), a Eslovénia (2,21%) e a Holanda (2,01%).
Em Portugal, o sector das empresas foi responsável por 47 por cento dos investimentos, logo seguido pelo Ensino Superior (46%), a administração pública (6%) e as organizações privadas sem fins lucrativos (1%).


UNESCO classifica falcoaria portuguesa

A falcoaria portuguesa foi classificada pela UNESCO, dia 1, como Património Cultural Imaterial da Humanidade, durante a 11.ª reunião do respectivo Comité Intergovernamental, que decorreu, em Adis Abeba, na Etiópia.
A candidatura foi apresentada em 2015 pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, no distrito de Santarém, em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERT-AR), a Universidade de Évora e a Associação Portuguesa de Falcoaria.
Portugal junta-se assim aos 13 países onde esta arte de caça, com mais de quatro mil anos, já tinha sido classificada pela UNESCO. Estima-se que existam actualmente em todo o País cerca de uma centena de falcoeiros.


Tribunal afasta líder<br>do Senado brasileiro

Um juiz do Supremo Tribunal Federal do Brasil decidiu, anteontem, afastar Renan Calheiros da presidência da câmara alta do Congresso brasileiro. A medida foi justificada com o facto de um arguido não poder ocupar um cargo na linha sucessória da Presidência da República, e pelo facto de aquele ensejar «manifestações de toda a ordem» que comprometem a «segurança jurídica».
Renan Calheiros vai no entanto permanecer no Senado, para onde foi eleito em representação do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), o mesmo do chefe de Estado golpista Michel Temer.
O senador e figura grada do PMDB foi oficialmente constituído como réu num processo relacionado com o alegado desvio de fundos públicos. Renan Calheiros é também suspeito de peculato e ainda de corrupção noutras 11 investigações envolvendo a companhia petrolífera pública.


Milionários são 0,6% da população

O número de portugueses cujo património é superior a um milhão de dólares (942 mil euros) representa uma ínfima parte da população. Ao todo são 54 mil, ou seja, 0,6 por cento dos 8,6 milhões de adultos.
Segundo o «Global Wealth Report» do Credit Suiss, divulgado dia 22 de Novembro, as grandes fortunas em Portugal superiores a 50 milhões de dólares (47 milhões de euros) estão nas mãos de apenas 209 pessoas e apenas três indivíduos concentram riqueza superior a mil milhões de dólares (942 milhões de euros).
Do lado oposto estão 84 por cento dos portugueses, cujo património é inferior a 100 mil dólares (94,2 mil euros). Quase um terço (28,7%) fica abaixo dos dez mil dólares (9,42 mil euros).


Austríacos travam extrema-direita

O candidato independente, ex-dirigente do partido «Os Verdes», Alexander Van der Bellen, voltou a vencer as eleições presidenciais, com 53 por cento, contra 46,4 por cento do seu adversário do FPO (extrema-direita), Norbert Hofer.
Já em Maio último, Van der Bellen tinha logrado uma vitória tangencial, com uma vantagem de apenas 31 mil votos. Contudo a eleição foi impugnada pela extrema-direita, que denunciou irregularidades na contagem dos votos, obrigando à sua repetição.
O novo presidente eleito, um europeísta convicto, congratulou-se com o resultado, afirmando que se pode «ganhar eleições com uma mensagem pró-europeia».


Faleceu o poeta Ferreira Gullar

O poeta, crítico de arte, dramaturgo, biógrafo, escritor de memórias e tradutor brasileiro Ferreira Gullar, que recebeu o Prémio Camões em 2010, faleceu, dia 4, no Rio de Janeiro, aos 86 anos, de pneumonia.
Nascido em São Luís, estado do Maranhão, neto de um português, foi um dos fundadores do movimento artístico do neoconcretismo.
Em 1962 participa activamente na luta revolucionária, como militante do Partido Comunista, contra a ditadura militar, implantada no país em 1964.
Obrigado a abandonar clandestinamente o país, viveu em Moscovo (Rússia), Santiago do Chile (Chile), Lima (Peru) e Buenos Aires (Argentina), só regressando ao Brasil em 1977.



Resumo da Semana
Frases