Aconteu
40 anos de Poder Local democrático

Os 40 anos das primeiras eleições democráticas para os órgãos das freguesias e do concelho de Almada, realizadas em 12 de Dezembro de 1976, foram assinalados em cerimónia que encheu a histórica Academia Almadense.
Após as intervenções do presidente da Assembleia Municipal, José Manuel Maia, e do presidente da Câmara, Joaquim Judas, foi prestada homenagem a Maria do Carmo Borges, vereadora da CMA recentemente falecida, com a atribuição a título póstumo da Medalha de Ouro de Mérito do município.
Distinguidos com Medalhas de Ouro de Mérito foram ainda Bárbara Petronila e José Cavaco.


Jornalistas ceifados

O número de jornalistas ou profissionais de órgãos de comunicação social mortos em 2016 durante o exercício da profissão, ascende a pelo menos 93, segundo informação divulgada dia 30 de Dezembro pela Federação Internacional de Jornalistas, que dá conta ainda da morte de 29 jornalistas em dois acidentes aéreos.
A FIJ refere no relatório que o número de jornalistas mortos em 2016 foi inferior ao verificado no ano anterior (112), sendo que o Iraque continua a ser o país a registar mais mortes de jornalistas (15), seguido do Afeganistão (13) e do México (11).


Morreu Lia Viegas

A advogada Lia Viegas, resistente antifascista, democrata e defensora dos direitos das mulheres, ex-dirigente do Movimento Democrático de Mulheres, faleceu no dia 27 de Dezembro, no hospital de Faro, aos 85 anos.
Entre a importante obra que deixa publicada está «A Constituição e a Condição da Mulher», dada ao prelo um ano depois do 25 de Abril de 1974, e que mantém uma extraordinária actualidade. Também publicou vários livros de poesia e foi ainda colaboradora de vários jornais e revistas, nomeadamente da Revista Mulheres.
Na sua corajosa acção política, enquanto antifascista e defensora dos direitos da mulher, Lia Viegas defendeu muitas mulheres nas décadas de 1970 nos tribunais plenários. Como activista pela causa emancipadora das mulheres integrou o Conselho Nacional do MDM, eleita em 1977, e reeleita no I Congresso do MDM em 1980 e no II Congresso em 1984, tendo participado em múltiplas actividades sempre com grande empenho e determinação.


Guterres apela à paz

António Guterres iniciou no dia 1 as suas novas funções de secretário-geral das Nações Unidas, apelando a que a paz seja uma prioridade. «Façamos de 2017 um ano de paz», instou o ex-Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados na sua primeira mensagem como responsável máximo da ONU, intitulada «Apelo à paz».
Na guerra «não há vencedores; todos perdem», afirma, antes de criticar o gasto de «biliões de dólares na destruição de sociedades e economias, alimentando ciclos de desconfiança e medo que podem perpetuar-se por gerações».


Nuno Gomes dos Santos homenageado

Nuno Gomes dos Santos foi homenageado pelo Município de Almada pelos seus 50 anos de cantigas e 25 de livros. A cerimónia aconteceu no dia 17 de Dezembro, no Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, tendo o cantautor recebido do presidente da Câmara, Joaquim Judas, a medalha de prata de mérito cultural de Almada.
Houve ainda espectáculo, com o palco a encher-se de excelentes vozes e grandes canções, entre amigos como Francisco Fanhais, Carlos Mendes, Carlos Alberto Moniz, Helena Isabel, Samuel, Filipa Pais, Alberto Albuquerque, Cândido Mota, João Balula Cid e outros.


Loures apoia jovens adultos<br>com deficiência

O município de Loures vai dispor já este ano do primeiro Centro de Actividades Ocupacionais para pessoas com deficiência, um equipamento que será gerido pela associação CREACIL- Cooperativa de Reabilitação, Educação e Animação.
O protocolo, assinado no dia 29 de Dezembro entre a Câmara Municipal de Loures e a CREACIL, prevê a cedência de instalações municipais na freguesia de Moscavide com capacidade para servir 30 jovens adultos com deficiência.
Para o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares, este é um passo da maior importância e significado - foi um «dia marcante», sublinhou -, uma vez que o município não dispunha até agora de nenhuma resposta para jovens adultos com deficiência, com mais de 18 anos.
«Sabemos que existe uma centena de jovens que frequenta instituições noutros concelhos e outros tantos que são obrigados a ficar em casa. Tinha de ser prioritário arranjar uma solução», justificou o autarca.



Resumo da Semana
Frases