A CDU não defraudará
os galveenses
PCP valoriza resultado alcançado pela CDU
Maioria absoluta <br>em Galveias

A CDU conquistou, no domingo, 15, a maioria absoluta nas eleições intercalares para a Assembleia de Freguesia de Galveias, concelho de Ponte de Sor.

Num total de 1085 eleitores, a lista da CDU, encabeçada por Fernanda Bacalhau, arrecadou 273 dos 547 votos (cinco mandatos), seguindo-se o PS, com 228 (quatro mandatos), e o BE, com 16 (0 mandatos). Registou-se ainda 17 votos em branco e 13 nulos, situando-se a taxa de abstenção nos 49,59 por cento.

As eleições intercalares para a Assembleia de Freguesia de Galveias surgiram na sequência da renúncia ao mandato de vários membros efectivos e suplentes dos órgãos autárquicos eleitos pelo PS, tendo ficado esgotada a possibilidade de substituições.

Desde as eleições autárquicas de Setembro de 2013, a Assembleia de Freguesia era constituída por sete eleitos pelo PS, um do CDS e outro da CDU.

Compromisso

Em nota de imprensa, o Secretariado da Direcção da Organização Regional de Portalegre (DORPOR) do PCP valoriza o «importante resultado alcançado pela CDU», o que demonstra «a confiança dos galveenses nos candidatos e no seu projecto».

«Num quadro exigente, este resultado abre novas perspectivas para o trabalho do PCP e da CDU no concelho de Ponte de Sor e no distrito de Portalegre», afirmam os comunistas, sublinhando que «o êxito agora alcançado traz-nos o compromisso e a responsabilidade para, de acordo com as propostas apresentadas pela candidatura da CDU, trabalhar em prol do interesse público, ao serviço da população». «Com trabalho, honestidade e competência», a CDU «não defraudará os galveenses que através do seu voto construíram esta vitória, devolvendo a Freguesia das Galveias ao seu povo», concluem.

A vitória da CDU foi também saudada pelo Partido Ecologista «Os Verdes». «Galveias pode agora contar com uma equipa competente e dedicada, empenhada na defesa dos interesses da freguesia e das suas populações», salientaram os ecologistas.

Património

A Junta de Freguesia de Galveias é uma das mais ricas do País em património, uma vez que administra cerca de dois terços da herança legada pelo Comendador José Godinho de Campos Marques, que doou o restante a uma fundação da vila.

A herança da Junta engloba prédios rústicos e urbanos, distribuídos pelos concelhos de Lisboa, Torres Vedras, Borba, Estremoz, Monforte, Crato, Avis e Ponte de Sor, num valor que ultrapassa os 50 milhões de euros.  


Jerónimo de Sousa em Galveias
Força com projecto

Na quinta-feira, 12, numa sessão pública sob o lema «Devolver o trabalho, honestidade e competência à Junta de Freguesia», em Galveias, Jerónimo de Sousa já havia salientado que «a CDU é um património democrático», «uma força de projecto», com «programa e obra feita, reconhecida por muita gente».

Referindo-se às eleições que teriam lugar três dias depois, o Secretário-geral do PCP advertiu para o facto de existirem «problemas sérios nesta freguesia tão especial, tão particular, com um património imenso que deve estar ao serviço da população e do serviço público». Sublinhando que a Coligação Democrática Unitária confia na população de Galveias, Jerónimo de Sousa deixou uma mensagem: «Votem na CDU para resolver os problemas da vossa terra, mas também para dar força a esta força de esperança, de confiança que é possível uma vida melhor. Este é o grande desafio que tendes neste momento. Não repitam soluções que provaram não ter pés para andar. Procurem uma solução nova», que passa pela «vitória da CDU». Foi o que sucedeu no domingo.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: