Aconteu
CTT privatizados<br>prestam pior serviço

Os CTT - Correios de Portugal, privatizados em 2013, foram sancionados com dez multas por incumprimento do contrato de prestação do Serviço Universal Postal, que ascendem a um valor de 151 mil euros.
As coimas, segundo explicou, dia 21, o Ministério do Planeamento e Infraestruturas, resultam de um processo de contraordenação instaurado em 2014 pela Autoridade Nacional de Comunicações sobre a cobertura da rede e de serviços mínimos.
Entre os vários incumprimentos detectados consta «uma densidade de estabelecimentos de atendimento ao público e de marcos inferior à contratada e a redução de horários dos postos».


Reino Unido recebeu<br>30 mil portugueses

O número de portugueses que emigraram no ano passado para o Reino Unido elevou-se a 30 543, de acordo com os pedidos de inscrição na Segurança Social britânica.
Os dados, divulgados dia 23 pelo Ministério do Trabalho e Pensões do Reino Unido, indicam uma quebra de cinco por cento no fluxo de emigrantes portugueses em 2016, em comparação com o ano anterior.
Ainda assim, Portugal continua a ser a sexta maior fonte de imigração para o Reino Unido, atrás da Roménia, Polónia, Itália, Espanha, Bulgária e Índia.


Alentejo não tem<br>reumatologistas

O Alentejo está sem médicos reumatologistas no Serviço Nacional de Saúde há mais de quatro anos, segundo denunciou, dia 23, o presidente da Sociedade Portuguesa de Reumatologia.
José Canas da Silva considera que a situação do Alentejo é lamentável, mas aponta igualmente o facto de «grandes hospitais em grandes áreas metropolitanas não disporem de serviços de reumatologia», caso do Centro Hospitalar de Lisboa Central, Amadora-Sintra, Cascais, Nossa Senhora da Oliveira (Guimarães) e Santo António (Porto).
Em declarações a Lusa, à margem de um encontro internacional em Lisboa, Canas da Silva salientou que há jovens especialistas com capacidade para preencher as necessidades, mas as correspondentes vagas não têm sido abertas.


Zeca Afonso lembrado<br>em todo o país

Dezenas de iniciativas realizadas por todo o país marcaram os 30 anos do desaparecimento do músico e compositor José Afonso, assinalados dia 23.
Na Academia de Santo Amaro, em Lisboa, actuou o Canto Afonsino, com músicos como Carlos Alberto Moniz, Francisco Naia e Rui Freire, enquanto no Conservatório Gulbenkian, em Braga, apresentou-se o grupo Canto d'Aqui, com vários convidados, entre os quais Artur Caldeira, Ana Ribeiro e Uxia.
A data foi ainda lembrada em Aveiro, com o documentário «Não me obriguem a vir para a rua gritar», de João Pedro Moreira, tendo ainda sido inaugurada na Torre do Tombo, em Lisboa, uma mostra documental que vai ficar patente até 21 do corrente mês.


Ana Margarida de Carvalho<br>vence Prémio Literário

A escritora Ana Margarida de Carvalho venceu, dia 21, o Prémio Literário Manuel de Boaventura, atribuído, pela primeira vez, pelo município de Esposende.
O júri decidiu por unanimidade distinguir o romance «Não se Pode Morar nos Olhos de Um Gato», editado em 2016, considerando que se trata de «uma obra dotada de um imaginário poderoso e servida por uma força narrativa invulgar».
A obra premiada é o segundo romance de Ana Margarida de Carvalho, depois de «Que Importa a Fúria do Mar» que venceu o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores em 2013.


Sérgio Godinho<br>estreia-se no romance

O músico e compositor Sérgio Godinho, de 71 anos, lançou o seu primeiro romance, intitulado «Coração Mais Que Perfeito».
A obra, com a chancela da Quetzal, foi apresentada pelo autor, dia 25, no festival Correntes d'Escritas, na Póvoa de Varzim.
Com incursões anteriores na escrita para teatro e cinema, ficção para crianças, um livro de poesia e outro de contos publicados, Sérgio Godinho revelou que já tem um segundo romance terminado e um terceiro na forja.
Entretanto prepara também um novo álbum de canções que deverá sair no próximo Outono.



Resumo da Semana
Frases