2017 é um ano de intensa actividade partidária e luta política
Comemorações do 96.º aniversário do PCP
arrancam no sábado
Um Partido pronto<br>para todas as batalhas

O comício de Lisboa, no próximo sábado à tarde, dá início às comemorações do 96.º aniversário do PCP, que decorrem sob o lema «Com os trabalhadores e o povo – Democracia e Socialismo».

Para além do comício de dia 4 à tarde, na Voz do Operário, são várias as iniciativas comemorativas do aniversário em que participa o Secretário-geral do Partido, Jerónimo de Sousa: no dia 5, às 12h30, tem lugar no Parque de Exposições de Moura o almoço do Alentejo; no domingo, 12, a escola Carolina Michaelis, no Porto, acolhe um comício, com início marcado para as 15 horas; no dia 17, sexta-feira, o Secretário-geral participa num jantar na Estalagem da Encumeada, na Madeira; e no dia 26 às 13 horas o pavilhão da Siderurgia Nacional, no Seixal, será uma vez mais o palco do almoço regional de Setúbal. Simultaneamente, por todo o País, este aniversário será assinalado em centenas de iniciativas que têm como objectivo central a afirmação do projecto do PCP.

Profundamente marcadas pela realização recente do XX Congresso do PCP e pela profundidade das suas análises e propostas, estas comemorações trarão para primeiro plano a avaliação da situação nacional e internacional, com as suas potencialidades e limites, e as tarefas dos comunistas; a afirmação dos objectivos supremos do Partido, as etapas e fases intermédias e as batalhas políticas imediatas; a história, natureza, ideologia e princípios de funcionamento do PCP; a sua dimensão simultaneamente patriótica e internacionalista; o valor da organização, da unidade e da luta para empreender as avançadas transformações sociais a que os comunistas se propõem.

Como se pode ler na Resolução Política do XX Congresso e no comunicado da última reunião do Comité Central, realizada a 18 e 19 de Fevereiro, a divulgação dos vectores principais da política patriótica e de esquerda e do caminho que urge trilhar para a concretizar assumem, na actual situação, um carácter estratégico na acção política do PCP: as campanhas contra a precariedade e pela libertação de Portugal da submissão ao euro, actualmente em curso por todo o País, são momentos decisivos para aprofundar o esclarecimento sobre esta política alternativa e para alargar o número dos que a apoiam e se disponibilizam a lutar por ela.

Reforçar é objectivo estratégico

Neste aniversário será também reafirmada a importância decisiva do reforço da organização e intervenção partidárias para a concretização dos objectivos políticos do Partido – sejam estes de curto, médio ou longo prazo. No comunicado da recente reunião do Comité Central, que dá seguimento às decisões congressuais, aponta-se as áreas fundamentais em que, no imediato, urge avançar de forma decidida: na capacidade de direcção e na responsabilização geral de quadros; na criação e fortalecimento da organização e intervenção partidárias junto dos trabalhadores, nas empresas e locais de trabalho; no recrutamento e na integração de novos militantes; no funcionamento das organizações de base, crescentemente voltadas para a resposta aos problemas dos trabalhadores e do povo; no contacto com camadas e sectores sociais específicos; na acção junto da juventude e no apoio à JCP e ao seu Congresso; no reforço das estruturas de propaganda; na garantia de independência financeira do Partido.

Realizando-se as comemorações do 96.º aniversário do Partido em plena campanha de divulgação do Avante!, o alargamento da difusão do órgão central do PCP – fundamental para o reforço da organização do Partido e para o estreitamento da sua ligação às massas – ocupa também um lugar de destaque.

A preparação e realização da Festa do Avante!, que tem lugar nos dias 1, 2 e 3 de Setembro; as comemorações do centenário da Revolução de Outubro, que decorrem ao longo de todo o ano; e as eleições autárquicas, que entram numa fase decisiva da sua preparação após o Encontro Nacional que o PCP realiza em Lisboa a 8 de Abril são outras importantes batalhas a travar pelo colectivo partidário. Sem data marcada, por serem tarefas quotidianas dos comunistas, são de importância estratégica a intensificação da luta dos trabalhadores e do povo e o fortalecimento das suas organizações unitárias e movimentos de massas.

Por todas estas razões, o Comité Central lançou, na sua última reunião, o apelo a uma «ampla participação nas comemorações do 96.º aniversário do Partido, momento de encontro, alargamento e afirmação da sua identidade, do seu projecto de democracia e socialismo e da sua acção internacionalista».

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: