Aconteu
Nelson Évora é campeão<br>da Europa

Nelson Évora revalidou, dia 5, em Belgrado, o título de campeão da Europa de pista coberta no triplo salto, com uma marca de 17,20 metros, a melhor do ano para o atleta.
Évora superou os 17,13 metros do italiano Fabrizio Donato, medalha de prata, e os 17,12 metros do alemão Mass Hex, que ficou com o bronze.
Na mesma competição, Patrícia Mamona conquistou a medalha de prata ao saltar 14,32 metros, atrás da alemã Kristin Gierish que se sagrou campeã ao conseguir mais cinco centímetros do que a portuguesa (14,37m), mas à frente da grega Paraskeví Parahrístou, que ganhou o bronze, com 14,24 metros.
Susana Costa, a outra portuguesa presente na final, ficou no 7.º posto, com 13,99 metros, um novo recorde pessoal em pista coberta.


Dívida pública<br>volta a aumentar

A dívida pública portuguesa situou-se em 242,9 mil milhões de euros em Janeiro, aumentando 1,8 mil milhões de euros relativamente ao final de 2016, segundo dados divulgados, dia 1, pelo Banco de Portugal (BdP).
Esta variação, de acordo com o BdP, reflecte essencialmente as emissões líquidas de títulos de 1,9 mil milhões de euros e uma diminuição nos empréstimos de 200 milhões de euros.
«O crescimento da dívida pública foi acompanhado por um aumento menos acentuado dos activos em depósitos (1,6 mil milhões de euros)», refere a instituição.
A dívida pública líquida de depósitos da administração central aumentou 200 milhões de euros em relação ao mês anterior, totalizando 224 mil milhões de euros.


EDP lucra quase mil milhões

A EDP fechou 2016 com lucros atribuíveis aos acionistas de 961 milhões de euros, um acréscimo de 5% face aos 913 milhões de euros em 2015, anunciou, dia 2, a elétrica liderada por António Mexia.
Frente à sede da empresa estiveram concentrados trabalhadores da EDP que alertaram para o contraste entre o aumento dos lucros da empresa (mais de seis mil milhões de euros nos últimos seis anos) e a estagnação dos salários reais dos trabalhadores.
No protesto ouviram-se ainda críticas às opulentas remunerações dos administradores da antiga empresa pública.


480 fotografias<br>de Alfredo Cunha

Uma exposição com 480 imagens do fotojornalista Alfredo Cunha, captadas ao longo quase 50 anos de trabalho, foi inaugurada dia 3, na Galeria Municipal do Torreão Nascente da Cordoaria Nacional, em Lisboa.
Intitulada «Tempo depois do tempo. Fotografias de Alfredo Cunha 1970-2017», a retrospectiva apresenta fotografias que ficaram na memória colectiva, como as imagens do capitão Salgueiro Maia no dia da Revolução dos Cravos, ou dos contentores chegados das ex-colónias africanas portuguesas ao Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa.


Ruy de Carvalho<br>condecorado aos 90 anos

O actor Ruy de Carvalho foi condecorado, dia 1, data do seu 90.º aniversário pelo Presidente da República com a Grã-Cruz da Ordem de Mérito.
Após receber a distinção, o reputado actor foi homenageado no Casino Estoril, num espetáculo em que participam vários artistas, entre os quais Rui Veloso, Dulce Pontes, Luís Represas e Toy, além dos actores João e Henrique de Carvalho, respectivamente filho e neto do actor.


Faleceu o actor<br>Fernando Taborda

O actor Fernando Taborda, de 79 anos, faleceu, dia 28 de Fevereiro, em Coimbra. Fazia parte do elenco da Companhia Bonifrates desde 1986, onde se destacou pelo desempenho em «A Vida do Grande D. Quixote de La Mancha e do Gordo Sancho Pança».
Estreou-se, em 1960, na peça «A Sapateira Prodigiosa», de Federico García Lorca, participando em várias peças do Ateneu de Coimbra, cuja direcção integrou entre 1978 e 1986.
Trabalhou ainda com vários realizadores de cinema, tendo integrado os elencos de cerca de uma dezena de filmes.



Resumo da Semana
Frases