30 de Março de 1867<br>– EUA compram o Alasca

Image 22471

A compra do Alasca pelos Estados Unidos à Rússia, na segunda metade do século XIX, ocorreu numa altura em que o império russo, então sob o domínio do czar Alexandre II, enfrentava graves problemas financeiros e políticos, para além da crescente hostilidade do império britânico, que tendo já estendido o seu domínio ao Canadá ameaçava aquele vasto território. Entre um eventual conflito que poderia ser desastroso para a Rússia e a venda que faria entrar nos cofres imperiais uma maquia considerável, o czar optou por esta última. As negociações para a concretização do negócio foram conduzidas pelo embaixador russo Edouard Stoeckl e pelo secretário de Estado norte-americano William Henry Seward, que acordaram no montante para a transacção, 7,2 milhões de dólares (o equivalente na actualidade a mais de 100 milhões de dólares). A compra do Alasca, ratificada pelo Senado a 9 de Abril de 1867, foi muito criticada pelos norte-americanos, que à época acreditavam tratar-se de um região inóspita e sem qualquer valor. A descoberta de importantes reservas de recursos naturais, ocorrida mais tarde, veio a revelar que afinal se tratou de um excelente negócio para os EUA. O território do Alasca foi elevado à categoria de Estado em 3 de Janeiro de 1959, tornando-se o 49.º estado norte-americano.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: