Para termos a nossa soberania económica, na segurança, podemos ter que precisar de ditaduras. Espero que não seja assim, mas pode suceder.”

(Rui Moreira,
Lusa, 4.5.17)

 

No Porto, houve uma decisão da estrutura federativa e concelhia, que a direcção nacional respeitou, de o PS apoiar o projecto de Rui Moreira.”

(Ana Catarina Mendes,
Observador, 4.5.17)

 

Nas condições actuais [o movimento de Rui Moreira], não aceita o apoio do PS.”

( Comissão Política do movimento Porto, O Nosso Partido,
Lusa, 5.5.17)

 

O Presidente da República não é uma entidade independente e técnica, eu não citaria o Presidente da República neste contexto [quando estamos a falar da sustentabilidade das contas públicas].”

(Maria Luís Albuquerque,
TSF/Dinheiro Vivo, 5.5.17)

 

O Presidente da República está acima dessas guerras.”

(Marcelo Rebelo de Sousa,
Lusa, 5.5.17)

 

Como dirigente da oposição [Maria Luís Albuquerque] é um erro de casting.”

(Marques Mendes,
SIC, 7.5.17)

 

Francisco Louçã, o ideólogo do Bloco, dá uma entrevista ao Público em que reforça uma imagem de forte moderação das posições do Bloco de Esquerda.”

(Idem, ibidem)

 

As ideias que defendemos de uma Europa forte e progressista serão seguidas na sua [de Macron] presidência.”

(Jean-Claude Juncker,
Público, 8.5.17)

 

A economia dos EUA não está tão forte quanto se pensa.”

(Iain Stewart,
Idem, ibidem)

 

O Partido Socialista [francês] está morto.”

(Manuel Valls,
ádio RTL, 9.5.17)