Junho de 1927 – Abre o museu Paula Modersohn-Becker

Image 22905

O museu Paula Modersohn-Becker é o primeiro museu do mundo dedicado a uma mulher pintora. Nascida na cidade alemã de Dresde em 1876, Paula Modersohn-Becker iniciou os seus estudos de pintura e desenho em Berlim, instalando-se depois em Worpswede, uma localidade ao Norte de Brême, para prosseguir os estudos com Fritz Mackensen, pintor e fundador da colónia de artistas de Worpswede (Künstlerkolonie Worpswede). É aí que conhece, entre outros, o pintor Otto Modersohn, com quem virá a casar em 1901. Data desta época a sua primeira viagem a Paris. Influenciada pelo trabalho de artistas como Paul Cézanne, de Paul Gauguin e os Nabis (grupo de artistas pós-impressionistas vanguardistas da última década do século XIX formado sob a influência de Gauguin), a artista retém igualmente das suas estadias na capital francesa a admiração suscitada pelas obras dos mestres da Antiguidade que descobre no Louvre. Precursora da arte moderna na Europa, Paula Modersohn-Becker tem o essencial da sua obra reunida no museu a que dá nome. O edifício, concebido pelo arquitecto Bernhard Hoetger a pedido de um mecenas alemão que tinha reunido um considerável número de quadros da artista, é hoje considerado um expoente da arquitectura expressionista na Alemanha.

 


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: