CDU quer concluir a recuperação financeira iniciada em 2010
Definir um futuro melhor para os alpiarcenses e o País

PROJECTO Centenas de pessoas encheram o Largo dos «Águias», sexta-feira, 9, para dar o seu apoio ao projecto e ao trabalho desenvolvido pela CDU. «O povo de Alpiarça tem motivos para voltar a confiar na CDU», afirmou Jerónimo de Sousa.

Nesta terra de gente de trabalho e de luta, de resistência à exploração e à opressão, de liberdade e democracia, virada para a construção de uma sociedade progressista, foi apresentado Mário Pereira como o primeiro candidato da CDU à Câmara Municipal, assim como os cabeças de lista à Assembleia Municipal, Fernando Louro, e à Assembleia de Freguesia de Alpiarça, Fernanda Cardigo.

Para além de Mário Pereira, o comício contou com as intervenções de José Marcelino, da Associação Intervenção Democrática, de José Luís Ferreira, do Partido Ecologista «Os Verdes», e de Jerónimo de Sousa, Secretário-geral do PCP.

Para o palco, além dos membros do Secretariado da Direcção da Organização Regional de Santarém (DORSA) do PCP, foram ainda chamados Joana Fernandes, da JCP, António Filipe, deputado na Assembleia da República e membro do Comité Central (CC) do PCP, Diogo D' Ávila, do CC do PCP e responsável pela DORSA, e Carlos Gonçalves, da Comissão Política do CC do PCP.

Competência
Mário Pereira (48 anos, professor de história) apelou aos apiarcenses que «renovem a confiança na CDU e nos seus candidatos». A Coligação reconquistou a autarquia ao PS, há dois mandatos.

«Recebemos uma Câmara» que «se endividou a uma média de quase um milhão de euros por ano [mais de 13 milhões de euros], e cuja dívida era o dobro da média das receitas correntes anuais, em 2009», apontou, lembrando que «gerir uma autarquia sobre-endividada é uma realidade que se apresenta todos os dias» e que «limita, e muito, a nossa capacidade de realização e de investimento».

«A recuperação da saúde financeira do município, preparando-o para o futuro, tem sido a mais importante, inevitável e histórica tarefa que conduzimos, com resultados positivos», destacou o candidato, militante do PCP, referindo-se à redução de mais de 30 por cento [quatro milhões e meio de euros] da dívida global deixada pelo PS.

Tudo isto, recordou Mário Pereira, «sem aumentar impostos e taxas à população» e concretizando «obras e equipamentos colectivos importantes no concelho». «É importante lembrar que esta Câmara da CDU conseguiu executar a 100 por cento as obras contratualizadas no âmbito dos fundos comunitários do QREN, sem recurso a empréstimos ou qualquer financiamento bancário», ressalvou, dando como exemplo, entre muitos outros, a construção do Auditório da Casa-Museu, do Centro Escolar Prof. Abel Avelino e a aquisição de uma viatura de combate a incêndios.

Intervir
Presidente da autarquia há dois mandatos, Mário Pereira lembrou «algumas das muitas intervenções que realizámos por administração directa, com meios próprios, com os trabalhadores da Câmara e da Junta de Freguesia, que beneficiaram o espaço público, a mobilidade e a imagem urbana», mas também «o investimento de oito milhões de euros nas áreas do abastecimento de águas e saneamento».

O autarca e de novo candidato antecipou que no «próximo mandato» a CDU quer «concluir o processo de recuperação financeira iniciado em 2010» e «concretizar diversos projectos de requalificação urbana e do espaço público», nomeadamente no Mercado Municipal, no edifício do antiga Câmara, nos balneários do Estádio Municipal, nos edifícios da EB2,3/Secundária José Relvas, na Barragem dos Patudos, entre outros.

Futuro
Destacando a «larga e riquíssima experiência» dos candidatos ali apresentados, Jerónimo de Sousa referiu que «o povo de Alpiarça tem motivos para voltar a confiar na CDU, confirmando-a, com o reforço da sua votação, como a força indispensável e necessária para a defesa dos mais genuínos interesses da população do concelho».

«Foi na CDU que o Poder Local encontrou a força da resistência à ofensiva que o governo PSD/CDS desencadeou. É e será na CDU que o Poder Local Democrático encontrará o factor mais decisivo e coerente para o dignificar e fortalecer», afirmou o Secretário-geral do PCP.

Também José Luís Ferreira afirmou que a CDU «é a prova viva de um projecto sério, onde se confirma a capacidade de união de esforços, de dedicação e de empenho pelo desenvolvimento de Alpiarça e do País, pelo bem-estar das pessoas, pelo ambiente e pela promoção da qualidade de vida».




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: