Suécia aumenta despesa militar

A Suécia vai investir 8100 milhões de coroas (845 milhões de euros) nas suas forças armadas durante os próximos três anos, com o pretexto de uma alegada escalada da tensão com a Rússia no Mar Báltico.

A decisão, anunciada dia 16, resulta de um acordo entre a coligação governante de sociais-democratas e verdes com os partidos de direita na oposição.

Segundo o ministro da Defesa, existe um aumento da actividade militar e de espionagem na região. O reforço do orçamento militar constitui «uma mensagem importante ao mundo que nos rodeia», disse Peter Hultqvist.

A Suécia já reintroduziu o serviço militar obrigatório e voltou a estacionar tropas em Gotland, uma ilha situada no Báltico, com o objectivo de reforçar a sua defesa.

Embora o governo continue a descartar a possibilidade de se tornar membro da NATO, a verdade é que o país tem vindo a aproximar-se das forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: