• Diogo Correia

Auditório 1.º de Maio
Sons do Mundo

Mais um ano de Festa do Avante!, mais um ano em que a cultura e a diversidade musical são factores que fazem com que milhares de pessoas visitem a Festa.

Image 23537


O Auditório 1.º de Maio inaugurou a sua programação com o concerto Vozes Femininas Afro Lusas, em que cinco cantoras africanas ofereceram ao público uma sessão repleta de ritmo. No sábado, o programa começou cedo, com o concerto dos Mão Verde que apresentaram músicas de cariz ecológico direccionadas aos mais novos.

Image 23547

Image 23538


Seguiu-se Bruno Pernadas com o seu novo projecto, fundindo vários estilos de música desde o jazz ao soul.

Image 23553


Avançava a programação e aumentava também a temperatura que se fazia sentir naquele espaço levando alguns a procurar o refúgio das sombras para assistir ao concerto do norte-americano Michael Lauren e dos seus All Stars, com uma sonoridade jazz mas também funky, que fez bater muitos pés no auditório.

Image 23551


Do jazz passou-se para o bluegrass português. Os Stonebones & Bad Spaghetti, que já contam no seu historial com algumas actuações em diversos palcos da Festa do Avante! em edições anteriores, rasgaram o banjo, a guitarra, o contrabaixo, o violino e outros instrumentos, acompanhados também pela presença-surpresa de Luíz Gómez, uma das principais referências mundiais deste género musical, e animaram de forma entusiástica o público presente.

Image 23546


Seguiram-se dois cantautores açorianos, com a entrada em cena de Luís Bettencourt e Zeca Medeiros, acompanhados por Filipa Pais, que animaram o público com músicas cantadas em português e que transpareceram as raízes insulares dos dois artistas.

Image 23549


A actuação dos Maurízio Presidente foi como que uma viagem pelo mundo, resultante da mistura dos sons e ritmos afro-latinos com as tradições musicais europeias. A banda de seis elementos oriundos de Portugal, Itália e França, tocou temas do seu primeiro álbum.

Image 23554


Depois da viagem pelo mundo, seguiu-se Xabier Diaz & Adufeiras do Salitre, com as suas músicas do mundo, vindas directamente da Galiza. Os seus temas inspirados nas músicas populares, acompanhados pelos sons do acordeão, da percussão e de outros instrumentos tradicionais.

Image 23543


Começava já a escurecer quando João Afonso animou o Auditório 1.º de Maio. O cantor português, autor de temas como «Carteiro em Bicicleta» ou «Morrer em Zanzibar», presenteou os muitos que ali estavam com temas mais antigos e outros mais recentes e com a sua voz inconfundível.

Image 23544


João Barradas, e os restantes artistas que compõem os Home, trouxeram para o palco a criatividade surpreendente que resulta da inclusão do acordeão no jazz. Os solos inconfundíveis do já muito galardoado jovem artista português, de apenas 25 anos, aqueceram a noite de sábado.

Image 23545


Este dia culminou com os sons dos instrumentos tradicionais portugueses dedilhados de forma exemplar por Júlio Pereira, momento considerado por muitos como o ponto alto dos espectáculos do Auditório 1.º de Maio previstos para sábado. O músico, compositor e produtor português, que é já uma cara conhecida do público e dos palcos da Festa do Avante!, tocou temas de diferentes álbuns e fases da sua carreira para um auditório muito bem composto e que soube acompanhar as solicitações de Júlio Pereira.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: