Campanha 75 dias, 100 propostas

A CDU em Santa Maria da Feira apresentou, na primeira quinzena de Setembro, mais 21 propostas para o município. O compromisso é de apresentar 100 propostas em 75 dias, até 1 de Outubro, e já foram apresentadas 75.

Entre as propostas divulgadas consta, para a Assembleia Municipal, abolir o tratamento dos eleitos municipais pelo título académico, divulgar as sessões, realizar reuniões e visitas regulares entre os eleitos e instituições do concelho, criar uma norma que obrigue os deputados a apresentar ao órgão deliberativo um relatório anual da sua actividade e, por último, dignificar a assembleia com um espaço próprio adequado ou então reequipar o actual espaço às necessidades de um efectivo órgão deliberativo.

Para a CDU é imprescindível garantir os direitos laborais e sociais dos trabalhadores da autarquia e combater activamente a precariedade, procedendo à integração e vinculação efectiva dos trabalhadores às necessidades permanentes da autarquia, como também lutar pela reposição das freguesias extintas no município e reabrir os serviços de proximidade entretanto encerrados.

Outras visam a Biblioteca Municipal, como permitir a requisição de livros pela internet e estabelecer um protocolo de intercâmbio com a Biblioteca Sonora Digital do Porto para cidadãos portadores de deficiência visual. Ainda neste registo, defende a adaptação dos edifícios e espaços públicos para fácil acesso a pessoas com mobilidade reduzida e a elaboração de um plano concelhio de segurança rodoviária e de circulação com ênfase na mobilidade reduzida.

A CDU também acredita que é possível aproximar ainda mais as pessoas das instituições e propõe novos balcões para, como o balcão sénior e pontos de acesso em freguesias distantes, encurtar a distância e disponibilizar serviços públicos. Quer ainda criar a figura do «Tutor do bairro» para monitorizar e estimular a gestão e limpeza dos espaços públicos em proximidade com os serviços locais e defende maior intervenção social planificada para combater a exclusão social sénior. Propõe também mais apoios para associações de bombeiros, como isenção do IMI, e quer uma avaliação contínua das refeições escolares e da tarifa social da água para intervir conforme a necessidade das famílias.

Entre outras propostas consta uma app para fomentar a partilha de transportes (carpooling), hortas urbanas, iluminação pública com lâmpadas de menor consumo, campanhas de esterilização/castração gratuitas e criar um registo obrigatório de canídeos e felinos nas freguesias para melhorar a higiene pública e o bem-estar animal.

Pedro Almeida apoia a CDU

A candidatura da CDU ao concelho de Santa Maria da Feira, encabeçada por Antero Resende à Câmara e Filipe Moreira à Assembleia Municipal, recebeu um importante apoio vindo do outro lado do atlântico. Pedro Almeida, investigador na Universidade Brown nos EUA, manifestou o seu apoio público à coligação PCP/PEV.

Em depoimento, salientou a «intervenção exemplar e sem paralelo da CDU, marcada pela coerência, rigor e pelo acompanhamento das necessidades locais» e criticou a «gestão camarária dos últimos quatro anos, marcada pelas políticas do PSD, incapazes de resolver os problemas crónicos do concelho e de corresponder às expectativas dos eleitores.»




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: