Razões para votar «G» nas eleições da ADSE

No dia 19 de Setembro, vão ser eleitos os quatro representantes dos beneficiários titulares no Conselho Geral e de Supervisão da ADSE (Instituto de Protecção e Assistência na Doença, ADSE, IP).
Num texto divulgado esta terça-feira, 12, pela CGTP-IN e pelo STAL, são resumidas «algumas das razões por que é importante votar na Lista G», «composta por elementos apoiados pelos sindicatos da Frente Comum».
Esta é, assim, «a lista da força sindical e de trabalho que defende que a ADSE deve continuar a ser pública e dos trabalhadores» e deve ter «fiscalização efectiva realizada pelos seus representantes».
Perante a alteração jurídica da natureza da ADSE, os trabalhadores no activo e aposentados da Administração Pública «precisam de um organismo participado», para defender «o seu carácter público, com o objectivo primordial de serviço aos seus associados».
Retomando o texto-base do Manifesto da lista, o STAL e a CGTP-IN alertam que a ADSE «não pode servir para financiar os privados, nem para se transformar em seguro de saúde», «deve ser um sistema de saúde dos trabalhadores e aposentados da Administração Pública», «um serviço que deve continuar a ser de qualidade para os trabalhadores do Estado».
Também em apoio à Lista G se pronunciou, dia 6, a direcção nacional da Inter-Reformados.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: