Nicolás Maduro: Triunfou a Venezuela grande e chavista
Venezuela bolivariana vence eleições regionais

VITÓRIA A Revolução Bolivariana obteve uma maioria clara nas eleições regionais de domingo, 15. Os chavistas ganharam em 17 estados, de um total de 23, reconquistando três estados à oposição.

LUSA

Image 23809


Mais de 10 milhões de eleitores votaram nas eleições regionais na Venezuela para escolher os governadores de 23 estados. O escrutínio decorreu com tranquilidade nas 30 274 mesas de voto dos 13 559 centros eleitorais espalhados pelo país.

As forças chavistas ganharam em 17 estados (elegeram 75% dos governadores), a oposição venceu em cinco e há um, Bolívar, onde os resultados definitivos ainda não foram apurados. Três estados – Amazonas, Lara e Miranda –, antes governados pela direita, foram reconquistados pelos bolivarianos. Os candidatos do Grande Pólo Patriótico, bolivariano, obtiveram no conjunto 54% dos votos, contra 45% dos oposicionistas, agrupados na Mesa da Unidade Democrática (MUD).

O presidente Nicolás Maduro apontou a via da reconciliação nacional e exortou a oposição a reconhecer os resultados eleitorais de um processo democrático e transparente. «Esta pátria quer com todo o seu amor e a sua paixão construir-se em paz, com independência. Triunfou a paz, a pátria grande. Triunfou a Venezuela grande e chavista», resumiu.

 Estavam inscritos pouco mais de 18 milhões de eleitores e a participação foi de 61,14%, recorde desde 2002 e uma das maiores percentagens nos 22 actos eleitorais levados a cabo nos últimos 18 anos. Concorreram 16 partidos políticos e o processo foi seguido por 1500 observadores nacionais e 70 internacionais.

A presidente do Conselho Nacional Eleitoral, Tibisay Lucena, destacou, ao anunciar os resultados, a «inesperada participação» numas eleições regionais, o que confirma o perfil democrático do povo da Venezuela.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: