França admite discutir Córsega

O governo liderado por Emmanuel Macron está disponível para discutir o alargamento da autonomia da Córsega na próxima reforma constitucional. A garantia foi dada pelos presidentes do governo e do parlamento regionais, Gilles Simeoni e Jean-Guy Talamoni, após um encontro com a ministra do Interior gaulesa, Jacqueline Gourault, na quinta-feira, 5.

A coligação Pela Córsega venceu as eleições locais realizadas no passado mês de Dezembro, obtendo uma maioria de dois terços na câmara corsa. Entre as reivindicações de curto prazo estão o reconhecimento do idioma como oficial, a par do francês, a criação de um estatuto de residente na ilha com os devidos benefícios, a assumpção de competências fiscais e a discussão da situação dos independentistas detidos por actos secessionistas.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: