Transportes em Lisboa são um «verdadeiro inferno»

Image 24408

Continua a circular – em peticaopublica.com/pview.aspx?pi=QualidadeMetroLisboa – uma petição, promovida pela Comissão de Utentes dos Transportes de Lisboa, «Contra a degradação do Metro de Lisboa – Por um transporte público de qualidade».

«A situação dos transportes públicos tem conhecido um profundo agravamento nos últimos anos, tornando a vida de todos aqueles que vivem, estudam ou trabalham em Lisboa num verdadeiro inferno», refere o abaixo-assinado.

O Metro é disso um bom exemplo. «Apesar das sucessivas promessas, o serviço apenas se tem degradado dia após dia, como são exemplo as recentes alterações à circulação na Linha Azul por falta de material circulante e a redução da oferta nas linhas Amarela, Azul e Verde no período de Verão», lembra o texto, sublinhando que estes problemas não estão desligados das «mais de 20 carruagens paradas por falta de peças e da redução de cerca de 300 trabalhadores nos últimos anos».

Estas são «as consequências do estrangulamento financeiro do Metropolitano de Lisboa, com vista à sua entrega a privados, processo que foi entretanto travado por via da luta dos utentes e dos trabalhadores», acrescenta a petição, onde não se esquece as «muitas promessas» feitas, nomeadamente do primeiro-ministro.

Neste sentido, os signatários reclamam, entre outras medidas, a reparação e manutenção das linhas e material circulante, a contratação de todos os trabalhadores em falta, a redução dos tempos de espera e o fim das constantes «perturbações» na linha, o funcionamento regular em todas as linhas, a manutenção e reparação das escadas rolantes e elevadores, a realização das obras na estação de Arroios, garantias de fornecimento de bilhética e redução dos preços.

Soluções para Odivelas
No dia 24, a CDU apresentou na reunião de Câmara de Odivelas a moção «Os transportes no concelho». No documento – aprovado com os votos favoráveis da CDU e do PSD e a abstenção do PS – solicita-se ao Governo «apoio à reestruturação do serviço de transportes públicos que liga Odivelas a Lisboa, bem como apoio para novas linhas de transportes no interior do concelho». À Rodoviária de Lisboa, à Carris e ao Metropolitano de Lisboa exige-se «soluções sérias, eficazes e urgentes, tendo em vista a recuperação de percursos e horários que respeitem as necessidades de mobilidade dos nossos munícipes». Na moção refere-se ainda a necessidade de «criar novas linhas que permitam o acesso às grandes superfícies, às instituições de saúde, às escolas», entre outros locais.

O texto alerta, também, para a «degradação do serviço prestado pelos operadores de transportes públicos», quer a Rodoviária de Lisboa, quer a Carris, através da «diminuição drástica de carreiras e horários, o que torna muito difícil, morosa e dispendiosa a circulação de munícipes, sobretudo dentro da área do concelho».




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: