Aconteu
Subsídio de desemprego exclui metade dos inscritos

O número de desempregados a receber subsídios caiu 13,1 por cento, em Janeiro, face ao mesmo mês do ano passado, totalizando 192 331, o que representa menos de metade dos desempregados inscritos.
De acordo com os dados mensais da Segurança Social, divulgados dia 20, o subsídio de desemprego foi pago a 157 440 pessoas (-10,1%).
Os subsídios social de desemprego inicial e subsequente abrangeram 9263 (-8,4%) e 23 826 (-27,3%), respectivamente. Já a medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração abrangeu 2348 indivíduos (17,5%)
O número de desempregados inscritos nos centros de emprego era de 403 771 em Dezembro, menos 16,3 por cento face a igual mês de 2016.


Maioria dos jovens sem meios para ter casa

A maioria dos jovens em Portugal não consegue arrendar ou comprar casa, segundo refere um relatório da Cáritas Europa, divulgado anteontem, 27, em Lisboa.
O desemprego, os empregos precários, os contratos irregulares e os baixos salários fazem com que seja «muito difícil» um jovem conseguir suportar os custos de habitação, alerta o documento.
Notando que «os preços da habitação em Portugal, quando comparados com a média dos valores dos rendimentos, são desproporcionados», o relatório defende a adopção de medidas que proporcionem habitação aos jovens de acordo com os seus rendimentos.


Remessas dos emigrantes atingem valor recorde

As remessas dos emigrantes portugueses subiram para o valor mais alto de sempre em 2017, ultrapassando os 3500 milhões de euros, o que representa um aumento de 6,3 em relação ao ano anterior.
De acordo com os dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal, os portugueses residentes em França e na Suíça são responsáveis por mais de metade das remessas, com 1151 milhões de euros e 797,5 milhões, respectivamente.
Em sentido inverso, os estrangeiros a trabalhar em Portugal enviaram para os seus países de origem 518,2 milhões de euros, o que representa uma descida de 2,8 por cento face aos 533,3 milhões de euros enviados em 2016.


Rómulo de Carvalho homenageado em Lisboa

O cientista, pedagogo e escritor Rómulo de Carvalho, conhecido enquanto poeta como António Gedeão, foi homenageado, dia 26, em Lisboa, numa iniciativa promovida junta de freguesia de Campo de Ourique, que contou com a presença do Presidente da República e do ministro da Cultura.
Após o acto, que consistiu na colocação de uma placa comemorativa no edifício onde Rómulo de Carvalho viveu, a homenagem prosseguiu com um espectáculo na Biblioteca Espaço Cultural Cinema Europa, com a participação de Manuel Freire e Samuel, que cantaram poemas de António Gedeão.


Faleceu Vítor Lambert – marinheiro de Abril

O militar de Abril Vítor Lambert faleceu dia 15, tendo sido sepultado no cemitério dos Olivais, onde familiares e amigos lhe prestaram uma última homenagem.
Ingressou na Marinha em 1971. Foi membro da Assembleia do MFA da Armada, da Comissão Coordenadora e Executiva da Comissão Dinamizadora do Associativismo das Praças (CDAP), da Comissão de Bem Estar no Museu da Marinha, do Centro de Dinamização e Esclarecimento e Armada (CDEA), entre Abril e Novembro de 1975, e integrou a Campanha de Dinamização Cultural da 5.ª Divisão nos concelhos da Guarda e Sabugal.
Em resultado do 25 de Novembro de 1975 foi perseguido e saneado. Mais tarde viu reconstruída a sua carreira, tendo sido promovido a Cabo. Sócio fundador e membro da direcção da Associação Conquistas da Revolução, foi um dos quatro autores (coordenadores) do livro «A Revolução de Abril – Praças da Armada».


Obras de Vhils expostas em Los Angeles

O artista português Alexandre Farto (Vhils) inaugurou, dia 22, uma exposição em Los Angeles, nos Estados Unidos, cidade onde irá também criar três murais.
A mostra é composta por 20 obras, entre retratos e esculturas, bem como vídeos de peças murais da sua autoria.
Nascido em 1987, Alexandre Farto cresceu no Seixal, onde começou por pintar paredes e comboios com «graffiti», aos 13 anos, antes de rumar a Londres, para estudar Belas Artes, na Central Saint Martins.
Tornou-se conhecido a nível nacional e internacional por «escavar» muros com retratos. Além de várias criações em Portugal, tem trabalhos em países de vários continentes.



Resumo da Semana
Frases