Quinzena na Administração Local

Image 24693

Com uma concentração de dirigentes e activistas sindicais, durante a manhã, frente ao Ministério das Finanças, terminou no dia 23, sexta-feira, a quinzena de luta dos trabalhadores da Administração Local, promovida pelos sindicatos da CGTP-IN no sector.

Na resolução, proposta pelas direcções do STAL e do STML e aprovada para ser entregue ao Governo, afirma-se que «é chegado o tempo de dar resposta às principais reivindicações», enunciadas em quatro itens:
aumento dos salários, através do descongelamento efectivo das progressões e da revisão urgente da Tabela Remuneratória Única, bem como das carreiras não revistas;
recuperação das profissões e revisão das carreiras, reconhecendo as competências, o saber e a experiência profissionais;
regulamentação dos suplementos de insalubridade, penosidade e risco e de disponibilidade;
revogação do SIADAP (avaliação de desempenho) e implementação de uma avaliação justa e que valorize o percurso profissional.

Para o período desde 10 de Março, entre outras acções – e para lá da forte participação na manifestação nacional de dia 16 –, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local tinha anunciado plenários ou contactos com a população em Leiria, no Porto, Aveiro, Braga, Vila Real, Coimbra, Olhão, Estremoz, Vendas Novas, Beja, Guarda, Setúbal, Viana do Castelo e Covilhã.

É «urgente que o Governo manifeste com clareza uma verdadeira intenção de negociação e resolução destes problemas», mas ficou desde já decidida «a intensificação da acção reivindicativa».

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: