Breves
Zemen pede provas ao Reino Unido

O presidente da República Checa, Milos Zemen, desejou que o Reino Unido apresente provas concretas de que a Rússia foi responsável pelo envenenamento do agente duplo russo Serguei Skripal.

«Quero ver os factos. Gostaria que o Reino Unido apresentasse provas que demonstrem que os russos queriam matar o agente duplo Skripal», declarou Zemen, dia 27 de Março, à agência noticiosa checa Blesk.

O chefe de Estado qualificou ainda de «supérflua» a decisão do governo checo de expulsar três diplomatas russos, alinhando com outros estados ocidentais.


Polónia compra sistema antimíssil aos EUA

O governo polaco firmou, dia 28, um contrato de aquisição do sistema de mísseis antiaéreos Patriot, por 4750 milhões de dólares (3800 milhões de euros), o maior contrato militar da história daquele país.

A cerimónia de assinatura teve a presença do presidente da República, Andrzej Duda, do primeiro-ministro, Mateusz Morawiecki, bem como do embaixador dos EUA, Paul W. Jones.

Numa nota divulgada no seu site na Internet, a embaixada dos EUA em Varsóvia considera que a compra do sistema Patriot «é mais uma prova do comprometimento [da Polónia] com a NATO e com as relações com os Estados Unidos».


França introduz escolaridade obrigatória aos três anos

A escolaridade em França passará a ser obrigatória para todas as crianças com três anos de idade, já a partir do próximo ano lectivo.

A medida, anunciada, dia 27, pelo presidente francês Emmanuel Macron, tem como objectivo conferir carácter obrigatório ao ensino pré-escolar.

Actualmente a escolaridade é obrigatória entre os seis e os 16 anos de idade. No entanto, cerca de 97 por cento das crianças com três anos já frequentam estabelecimentos do pré-escolar.