Breves
«Conversa fiada» na Madeira

Assinalando os dias do Estudante e da Juventude na Madeira, a JCP realizou, dia 27 de Março, uma acção pública no Largo do Phelps.

Segundo Duarte Martins, os jovens estão fartos de «conversa fiada» e exigem o princípio da continuidade territorial. «Não queremos um charter no Natal e outro na Páscoa», sublinhou, avançando com outras exigências: «mais financiamento para a Educação, uma escola pública, gratuita, democrática e para todos».

O jovem comunista alertou ainda para o problema da emigração forçada e afirmou que, cada vez mais, a juventude madeirense e porto-santense é vítima dos recibos verdes e dos vínculos precários.

Mas os problemas não ficam por aqui. «A Madeira é a região onde mais jovens desistem de estudar por não terem condições financeiras», sublinhou, dando conta de outros casos, com muitos jovens sem «comida em casa» e menos «condições básicas para uma vida feliz».


CDU visita Vermoim

Uma delegação da CDU composta por Alfredo Maia, Carla Ribeiro (da Assembleia Municipal da Maia) e Júlio Gomes (da Assembleia de Freguesia da Cidade de Maia) visitou, dia 24 de Março, a zona adjacente ao nó da A41 e a Rua do Infante, em Vermoim.

Na iniciativa, os eleitos verificaram que apesar dos abaixo-assinados e da intervenção feita na Câmara Municipal pela vereadora da CDU, Ana Virgínia Pereira, no mandato anterior, os problemas mantêm-se ou agravam-se naquele local.

Segundo a Coligação PCP-PEV, continua por se fazer «a adequada limpeza da berma e de matos», assim como «a drenagem adequada das águas pluviais». Por outro lado, «as águas pluviais são conduzidas ora em simples tubos sob o curto troço de passeio, ora em simples passagens hidráulicas sob as rampas de acesso às construções, ora a céu aberto, em valetas, continuando a afluência à Ribeira de Almorode a ser feita através de mera escorrência para o terreno agrícola e com risco para a estabilidade do muro de suporte ao arruamento».

Continua ainda «por restabelecer a iluminação pública na via de acesso à A41 e à Nacional 107» e a «verificar-se um tráfego intenso e ruidoso, incluindo de pesados de passageiros e de mercadorias, até com reboque, apesar da proibição expressa, gerando incómodo para os moradores», denuncia a CDU.


Impedimentos em Gondomar

No dia 24 de Março, os vereadores da CDU na Câmara Municipal de Gondomar (Daniel Vieira e José António Pinto, acompanhados por outros eleitos) estiveram na freguesia de Valbom. Com a população, observaram que na rua Dr. Joaquim Manuel da Costa, «já de si muito estreita, as colunas de iluminação pública e as caixas de electricidade estão colocadas nos passeios sem qualquer preocupação com pessoas de mobilidade reduzida e/ou deficiência física e o transporte de carrinhos de bebé».

Para os eleitos da Coligação PCP-PEV, «em várias partes desta artéria, este impedimento pode e deve ser resolvido». Neste sentido, prometeram «sensibilizar a maioria PS» na autarquia «com o objectivo de resolver este problema».


Eleições para a CIMAC

A lista apresentada pela CDU venceu as eleições para a Assembleia Intermunicipal (AI) da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), realizadas no passado dia 26. A mesa passa a ser presidida por Jerónimo Loios, presidente da Assembleia Municipal (AM) de Arraiolos. Seguem-se Nuno Rato (vice-presidente da AI e presidente da AM de Estremoz) e Rui Branco (secretário da mesa da AI e 2.º secretário da mesa da AM de Borba).

A Direcção da Organização Regional de Évora do PCP saúda os eleitos da CDU pelo seu «contributo no encontrar da solução para servir os interesses do distrito de Évora e das suas populações» e «empenho em conseguir um consenso alargado para estas eleições, que está registado nos mais de 57 por cento dos votos expressos» que são, na verdade, «uma expressão muito positiva do trabalho encetado».


Atentado no Minho

A criação da empresa para gerir as redes de água, em baixa, e o saneamento de dez municípios do Alto Minho é «um verdadeiro atentado à água pública» e será «nociva para as populações», denunciou Filipe Vintém, responsável da Organização Regional de Viana do Castelo do PCP, em conferência de imprensa realizada no dia 28 de Março.

«Não estamos contra a criação de uma empresa intermunicipal de águas. Estamos sim contra a criação de uma empresa que seja tutelada pelas Águas de Portugal. Ou seja, que 51 por cento da gestão desta empresa esteja nas mãos das Águas de Portugal. Consideramos que a maioria do capital desta empresa deverá estar nas mãos dos municípios para eles poderem determinar o futuro da empresa e da própria gestão», referiu Filipe Vintém.


Aumentos em Elvas

Em Elvas, «os elevados custos do serviço de águas e resíduos têm responsáveis», acusa a CDU, em nota de imprensa divulgada a propósito do Dia Mundial da Água. Para a Coligação PCP-PEV, o «aumento» dos custos da água e dos serviços inerentes «são fruto de decisões políticas para esta área» de governos do PS e do PSD/CDS, mas também das autarquias que «contribuíram para a sua alienação», como é o caso de Elvas.


Museu de Serpa

O Museu Municipal de Arqueologia de Serpa já recebeu mais de 25 mil visitantes. O equipamento está a comemorar o seu segundo aniversário.


Dança em Almada

A Companhia de Dança de Almada vai assinalar o Dia Mundial da Dança com um programa comemorativo a decorrer entre 27 e 29 de Abril, no qual se inclui a estreia do espectáculo «Regresso», no Auditório Municipal Fernando Lopes-Graça.


Promover a Vidigueira

A Câmara Municipal da Vidigueira realizou, de 30 de Março a 1 de Abril, uma feira para promover os vinhos e a gastronomia tradicional. A autarquia lidera o processo com vista à candidatura da produção artesanal de vinho de talha a Património Cultural Imaterial da Humanidade, classificação que compete à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.