Bons resultados financeiros alcançados
«Boas contas» da CDU aprovadas em Almada

RECONHECIMENTO Em 2017, a Câmara Municipal de Almada apresentou uma boa saúde financeira, resultante da gestão da CDU e da elevada competência e dedicação dos trabalhadores da autarquia.

No dia 16 de Abril, foi aprovado por unanimidade o Relatório e as Conta de Gerência da autarquia e dos Serviços Municipalizados e Água e Saneamento (SMAS) de Almada referente ao exercício de 2017, desmentindo as afirmações e insinuações que o PS vem proferindo desde que assumiu a presidência da Câmara Municipal.

Os documentos demonstram, por exemplo, que a autarquia terminou o ano com o registo de um saldo de execução orçamental de 22 milhões de euros e de operação de tesouraria de dois milhões de euros, num total de 24 milhões de euros; registou um elevado grau de execução orçamental; respondeu às necessidades de reposição de rendimentos dos trabalhadores e aumentou o quadro de pessoal afecto aos diferentes serviços municipais; terminou o ano sem pagamentos em atraso e com o pagamento a fornecedores a 17 dias; reduziu a dívida do município para cerca de 28 milhões de euros.

Enorme actividade
Na declaração de voto apresentada, os vereadores da CDU (Joaquim Judas, José Gonçalves, Amélia Pardal e António Matos) referem ainda que o relatório de actividades «espelha» a «enorme e frutífera actividade desenvolvida pelos diferentes serviços municipais». No entanto, advertem, o documento «contém incompreensíveis omissões em relação a acções em algumas linhas de orientação ou unidades orgânicas», designadamente nas áreas da Protecção Civil e Segurança Alimentar, bem como uma «ausência completa» das iniciativas desenvolvidas junto do Governo.

Relativamente aos SMAS, valoriza-se «os bons resultados financeiros alcançados» no exercício de 2017, assim como os investimentos em «obras de grande relevância».




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: