Breves
Sociais-democratas vencem na Gronelândia

O partido social-democrata (Siumut) venceu as eleições legislativas na Gronelândia, realizadas dia 24, com 27,2 por cento, impondo-se por uma estreita margem de 500 votos à formação Inuit Ataqatigiit (Comunidade do Povo), apresentada nas sondagens como favorita.

Ambas as formações têm como objectivo conseguir a prazo a independência do território autónomo face à Dinamarca.

Em terceiro lugar ficaram os Democratas (liberais) com 19,5 por cento, que defendem uma posição moderada face à independência da ilha que conta apenas 55 mil habitantes.


Greve ameaça companhia aérea polaca

Os sindicatos da companhia aérea polaca LOT convocaram uma greve por tempo indeterminado, que deveria iniciar-se anteontem, dia 1. A acção, que visa reclamar o aumento dos salários, foi no entanto suspensa, dia 27, pelo tribunal regional de Varsóvia.

Num total de 1600 trabalhadores da empresa, 900 participaram na consulta sobre a greve, que foi aprovada por 800. A administração apresentou uma providência cautelar admitida pelo tribunal, o qual deverá tomar uma decisão até ao próximo dia 17.

Apesar disso, os dois sindicatos convocantes afirmaram-se determinados a realizar a greve, salientando que ela resulta de três anos de negociações infrutíferas com a empresa propriedade do Estado polaco.


Grécia acumula excedente primário

A Grécia apresentou um excedente primário de quatro por cento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2017, segundo anunciou, dia 23, a agência de estatística grega (ELSTAT).

O resultado mais do que duplica as metas fiscais impostas pelos credores (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), que exigiam um excedente de 1,75 por cento.