Breves
Melhoria do IP3

A Associação de Utentes e Sobreviventes do IP3 entregou na Assembleia da República, no dia 6 de Abril, a petição «Melhoria e alargamento do IP3 sem portagens, pela segurança, acessibilidade e desenvolvimento». Os utentes foram recebidos pelo Grupo Parlamentar do PCP que, nesse mesmo dia, apresentou um projecto de resolução que recomenda ao Governo, entre outras medidas, que «proceda com urgência à reparação do piso do IP3».


Lutar em Silves

O Governo, através da Infra-estruturas de Portugal (IP), lançou um «concurso público urgente» para a reparar algumas das situações mais graves da Estrada Nacional 124, entre Silves e Porto de Lagos.

Em comunicado, os eleitos da CDU no concelho de Silves lembram que a decisão acontece depois de várias «acções de protesto das populações», como a de 14 de Abril, com a participação de Paulo Sá, deputado do PCP. Considerando «positivo» o passo dado pela IP, a Coligação PCP-PEV exige a «requalificação integral» do troço da EN 124.


Propostas para a Madeira

A CDU realizou, quinta-feira, 26, uma acção em Porto Santo para reclamar um sistema de transportes aéreos favoráveis ao desenvolvimento daquela ilha da Região Autónoma da Madeira. A Coligação PCP-PEV exige, por exemplo, preços dos bilhetes mais atractivos e horários dos voos adaptados às necessidades da ilha.


Loures descentraliza

A Câmara Municipal de Loures assinou, no dia 24 de Abril, com as dez freguesias do concelho um acordo para a transferência de 14 milhões de euros no âmbito da delegação de competências, um aumento de 3,8 por cento face a 2017.


14.ª Convenção do PEV

No dia 21, o Conselho Nacional do PEV, reunido em Lisboa, anunciou que o lema da sua 14.ª Convenção será «Acção ecologista, um compromisso com o futuro». A reunião magna do PEV acontece nos dias 10 e 11 de Novembro, em Lisboa.


Alcácer do Sal aprova contas

O relatório de prestação de contas de 2017 da Câmara Municipal de Alcácer do Sal foi aprovado, no dia 20 de Abril, em reunião da Assembleia Municipal sem qualquer voto contra.

O documento – que no dia 13 de Abril teve igual votação na reunião de Câmara – destaca fortes investimentos nas refeições e transportes escolares, acção social, desporto, cultura e, também, para os Bombeiros de Alcácer do Sal e do Torrão. Evidencia, de igual forma, a diminuição dos custos com combustíveis e a redução de encargos com iluminação, na sequência da substituição de luminárias por outras mais eficientes.

Paralelamente, em 2017 o município teve a maior receita do quinquénio, na ordem dos 18 728 298, 67 euros.

«O Governo continua em incumprimento no que diz respeito à Lei de Finanças Locais e aplicação do Fundo de Apoio Municipal, factores que retiram cerca de 418 mil euros ao município de Alcácer do Sal, que muita falta fazem ao concelho», refere, em nota de imprensa, a Câmara Municipal.


Consolidação em Évora

A Câmara Municipal de Évora reduziu quase um terço da sua dívida nos últimos quatro anos, para 66,5 milhões de euros e o prazo médio de pagamento a fornecedores está, pela primeira vez, abaixo dos 90 dias. A informação foi avançada, na quinta-feira, 26, à Lusa, por Carlos Pinto de Sá, presidente da autarquia, a propósito da aprovação, por maioria, dos relatórios de prestação de contas do município relativos ao ano de 2017.

O eleito do PCP deu ainda a conhecer que a Câmara Municipal vai iniciar a «concretização de um conjunto de projectos» que integram o Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, envolvendo um investimento global de 15 milhões de euros, com apoio de fundos comunitários.

A recuperação do centro histórico e do Salão Central Eborense e a requalificação do Palácio de D. Manuel são alguns dos projectos que deverão avançar este ano.