«Unidade, compromisso e vitória» é bandeira de milhões em Cuba

O Dia do Trabalhador foi assinalado com desfiles massivos em várias cidades de Cuba. Dias depois da eleição de Miguel Díaz-Canel para a presidência do país, o novo chefe de Estado e de governo encabeçou, juntamente com Raúl Castro, primeiro Secretário do Partido Comunista de Cuba, e com Ulises Guilarte, secretário-geral da Central dos Trabalhadores de Cuba, o acto central das comemorações, em Havana, em cujo desfile participaram cerca de 900 mil pessoas, de acordo com os organizadores.

«Unidade, compromisso e vitória» foi o mote das celebrações deste ano do 1.º de Maio, patente, aliás, nos discurso do líder da central sindical, o qual, na Praça da Revolução, na capital cubana, sublinhou que o lema «sintetiza a nossa decisão presente e futura de continuar a construir uma nação soberana, independente, socialista, democrática, próspera e sustentável», bem como o firme compromisso de manter para com os povos em luta activa e generosa solidariedade.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: